Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Loureiro: BNDES não seria capaz de empreender sozinho demanda de infraestrutura


postado em 07/08/2018 19:21

Um cenário de crescimento entre 1% e 3% do Produto Interno Bruto (PIB) exigirá que o Brasil ao menos dobre seus investimentos em infraestrutura, algo da ordem de R$ 150 bilhões a mais anualmente, disse o superintendente da área de Infraestrutura, Fundos e Garantias do BNDES, André Loureiro, em apresentação do Congresso da Apimec. Hoje, destacou, a taxa de investimento em infraestrutura em relação ao PIB é de 2%. "Essa ordem de grandeza, a despeito de qualquer cenário, o BNDES não seria capaz de empreender sozinho", disse.

Loureiro afirmou que o BNDES vem ao longo dos últimos dois anos se adaptando ao novo cenário de juros mais baixos e que hoje está debruçado em seu planejamento estratégico. Um dos focos, disse, é continuar a apoiar infraestrutura e atrair investidores via mercado de capitais.

"Há um conjunto de poupança disponível alocado em dívida pública e qualquer deslocamento para infraestrutura seria interessante. Temos pensado no papel do BNDES para ajudar essa poupança a vir para infraestrutura", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade