Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Meta para retorno do bônus de 10 anos continua em "cerca de zero", diz BoJ


postado em 02/08/2018 04:40

O vice-presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Masayoshi Amamiya, afirmou nesta quinta-feira que a instituição continua a ter como meta um retorno em torno de zero do bônus de 10 anos do governo do Japão (JGB). Com isso, a autoridade minimizou as especulações do mercado de que o mais recente anúncio do BoJ poderia ser um passo rumo à normalização da política monetária.

A declaração foi dada horas após o juro do JGB de 10 anos atingir 0,145%, no patamar mais alto desde fevereiro de 2017. Na terça-feira, o presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, anunciou que o banco central permitiria que o retorno do JGB de 10 anos avançasse até 0,2%.

"O nível que é a meta para os retornos de longo prazo continua a estar em torno de zero", afirmou Amamiya em discurso a lideranças empresariais em Kyoto. Segundo ele, em caso de avanço rápido dos juros, o BoJ comprará JGBs "pronta e apropriadamente". A autoridade ainda afirmou que o banco central está atento aos possíveis efeitos negativos sobre o setor financeiro de sua política. Neste momento, porém, ele não vê nenhum grande problema. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade