Publicidade

Estado de Minas

Indústria automotiva dos EUA pede que Trump retire proposta de tarifar veículos


postado em 18/07/2018 19:24

Washington, 18 - Fabricantes de automóveis, fornecedores de autopeças e revendedores estão unindo forças contra a possível proposta do governo de Donald Trump de aplicar tarifas de até 25% sobre veículos e componentes importados pelos Estados Unidos, alertando esse tiro pode sair pela culatra e levar a preços mais altos e a empregos perdidos em solo americano. Representantes da indústria automotiva dos EUA pediram em conjunto a Trump na terça-feira que recuasse de suas ameaças de impor barreiras a veículos importados, com planos para amplificar a mensagem em anúncios digitais e em jornais.

"Aumentar as tarifas de automóveis e autopeças seria um enorme imposto para os consumidores, que compram ou fazem manutenção em seus veículos", segundo uma carta aberta enviada a Trump e apresentada conjuntamente pelos principais grupos de lobby da indústria automobilística, incluindo organizações de comércio que representam o exterior e montadoras americanas, bem como concessionárias de automóveis.

A Aliança dos Fabricantes de Automóveis, que representa 12 dos maiores fabricantes de automóveis, adverte que o risco tarifário pode desencadear um "efeito dominó" negativo que prejudicaria os trabalhadores americanos e a economia em geral, de acordo com comentários preparados antes de uma audiência nesta quinta-feira no Congresso. A Casa Branca e o Departamento do Comércio não fizeram comentários imediatos sobre a questão. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade