Publicidade

Estado de Minas

Setor industrial em MG encolhe 2,3% e PIB do estado cresce 0,3% no primeiro trimestre

Números mostram que a desaceleração do crescimento no estado acompanhou tendência medida no país


postado em 21/06/2018 20:16 / atualizado em 21/06/2018 20:33

(foto: Ivan Bueno/ APPA)
(foto: Ivan Bueno/ APPA)

O Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais ficou praticamente estagnado no primeiro trimestre deste ano, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pela Fundação João Pinheiro, com leve crescimento de 0,3%, em relação ao último trimestre de 2017.

O número demostra que houve desaceleração no processo de crescimento. No final do ano passado a taxa de crescimento medida foi de 0,8%. Os números de Minas estão, praticamente, os mesmos do país. De acordo com dados do IBGE, o PIB brasileiro ficou em 0,4% até março.

O setor industrial foi o que teve a maior retração, registrando encolhimento de 2,3% em relação ao trimestre anterior. Se a comparação for com os três primeiros meses de 2017, a desaceleração fica ainda maior, passando para 3,0%. A agropecuária apresentou crescimento de 0,6%, segundo o relatório.

A explicação, segundo a Fundação João Pinheiro, foi o “fraco desempenho da indústria de extração mineral (retração de 4,0% em comparação com o trimestre anterior e de 16,1% em relação ao 1º trimestre de 2017) e o resultado negativo do segmento de energia e saneamento (redução de 3,6% em relação ao trimestre anterior e de 16,4% na comparação com o 1º trimestre de 2017)”. Ainda de acordo com a fundação, a indústria de extração mineral, da defesa civil e transformação apresentaram leve crescimento.

O setor serviços, que hoje responde por mais de 2/3 do PIB mineiro, também apresentou desaceleração no ritmo de crescimento durante o 1º trimestre de 2018, com oscilação positiva de 0,1%, na comparação com o trimestre anterior. Ainda assim, o setor apresentou crescimento de 2,3%, quando comparado com o desempenho verificado no 1º trimestre de 2017.

Apesar da desaceleração no índice de crescimento, a Fundação João Pinheiro fez uma análise positiva do cenário no estado. Apontando que, desde de 2016, é a segunda vez consecutiva que a variação do PIB é positiva.

“O resultado do PIB mineiro acumulado nos últimos 12 meses mostra que a tendência de recuperação econômica que vem se delineando no Estado desde 2016 não foi interrompida, a despeito de ter havido desaceleração no ritmo de crescimento”, afirma o relatório apresentado hoje.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade