Publicidade

Estado de Minas

Com greve, 25 mil veículos deixaram de ser licenciados, diz Anfavea


postado em 06/06/2018 12:36

São Paulo, 06 - O mercado de veículos deixou de licenciar cerca de 25 mil unidades em maio por causa da greve dos caminhoneiros, estima a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em conta que considera todos os segmentos. Só no mercado de caminhões, o impacto foi de 500 unidades.

A paralisação foi suficiente, portanto, para evitar um crescimento das vendas do setor em maio ante abril. No mês passado, o setor registrou o emplacamento de 201,8 mil unidades, 15,4 mil a menos que em abril, ou um recuo de 7,1% entre um mês e outro. Com as 25 mil unidades que não foram licenciadas em maio, o mercado teria crescido 4%.

A greve atrapalhou as vendas porque, além de as montadoras não conseguirem produzir, em razão da falta de peças, que não chegavam por causa do bloqueio das estradas, os veículos que já estavam prontos não podiam ser distribuídos para as concessionárias, que acabaram atrasando a entrega de carros para seus clientes.

Na comparação com maio do ano passado, no entanto, as vendas cresceram 3,2%. No acumulado de janeiro a maio, as vendas somam 964,7 mil unidades, expansão de 17% em relação a igual período do ano passado.

(André Ítalo Rocha)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade