Publicidade

Estado de Minas

UE critica tarifas dos EUA e anuncia que levará China à OMC


postado em 01/06/2018 10:12

São Paulo, 01 - A União Europeia criticou novamente nesta sexta-feira a postura dos Estados Unidos na questão comercial, um dia após o governo do presidente confirmar que imporá tarifas às importações de aço e alumínio do bloco. Além disso, a UE informou que lançará um caso contra a China na Organização Mundial de Comércio (OMC), por causa de supostos desrespeitos à propriedade intelectual.

O anúncio foi feito pela comissária de Comércio da UE, Cecilia Malmström. Segundo ela, a postura dos EUA enfraquece as relações entre as duas partes. A autoridade disse ainda que as medidas do governo Trump "causarão muito prejuízo para nosso setor de aço e alumínio", rechaçando o argumento americano de que as tarifas eram necessárias por questões de segurança nacional. "A segurança interna não é relevante [nesse caso]. Isso é puro protecionismo."

Malmström comentou ainda que a UE resolveu recorrer à OMC para impedir que qualquer país force companhias a entregar conhecimento intelectual em troca de negócios. Segundo a UE, companhias europeias que vão para a China são forçadas a entregar os direitos de uso de suas tecnologias a empresas locais chinesas, sem a possibilidade de negociar livremente os termos a partir das regras do mercado. "Isso vai contra os direitos básicos das companhias que atuam no âmbito das regras e disciplinas da OMC", afirma a UE.

A nota do bloco diz que, se as consultas requisitas hoje não chegarem a uma solução satisfatória em 60 dias, a UE poderá requisitar à OMC um painel para decidir sobre o assunto.

A UE diz que seu pedido é similar ao lançado recentemente pelos EUA, mas também que identifica outras violações em potencial das regras da OMC por parte dos chineses.

(Equipe AE)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade