Publicidade

Estado de Minas

Para Bradesco, oferta de crédito no 2º tri não deve ser impactada pela greve


postado em 29/05/2018 16:18

São Paulo, 29 - O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Junior, afirmou nesta terça-feira, 29, que a oferta de crédito no segundo trimestre não deve ser impactada por conta da greve dos caminhoneiros, principalmente nos segmentos que vinham se destacando como crédito imobiliário, consignado (com desconto em folha de pagamentos) e para a compra de veículos. Poderia impactar, segundo o executivo, o segmento de pessoa jurídica, entretanto, esse público ainda não retomou de forma efetiva a demanda por empréstimos.

"Já estamos quase em junho. Por ora, temos monitorado o volume de concessões de crédito e ainda não foi impactado pela greve", disse Lazari Junior a jornalistas, durante o Fórum de Investimentos Brasil 2018, na capital paulista.

Em relação a um possível impacto na confiança das pessoas por tomar crédito, o presidente do Bradesco afirmou que ainda é cedo para medir os reflexos da greve dos caminhoneiros, que está no nono dia.

Apesar disso, ele acredita que, assim que os combustíveis voltarem para as bombas nos postos, as pessoas vão esquecer da greve e podem não ter o sentimento de confiança antes desse episódio afetado.

Sobre o impacto para as pessoas jurídicas, Lazari Junior afirmou que o banco está aberto para ajudar empresas clientes a reduzir os prejuízos da greve e ajustar seus fluxos.

Ele anunciou ainda que o Bradesco vai disponibilizar mais de R$ 2 bilhões em linhas para o micro e pequeno empresário, aproveitando uma oferta digital para esse público.

(Aline Bronzati e Cynthia Decloedt)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade