Publicidade

Estado de Minas

Geração Futuro:condenação pela CVM é por atos antes de compra pelo Brasil Plural


postado em 31/01/2018 15:18

São Paulo, 31 - A corretora Geração Futuro, que atualmente se chama Genial Investimentos, afirma que a condenação pelo colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), anunciada pela autarquia na terça-feira, 30, se refere a atos de 2007, sete anos antes da aquisição da corretora pelo grupo Brasil Plural.

"A atual gestão reforça que, desde a referida data de aquisição, vem implementando fortes controles de compliance e sua atuação junto aos clientes e demais membros do mercado é pautada sempre pela transparência e pela observância irrestrita da legislação pertinente", diz em nota a Genial Investimentos.

A Geração Futuro foi condenada por ter realizado negócios em nome de clubes de investimento com o propósito de gerar receita de corretagem, em detrimento dos interesses dos condôminos desses clubes geridos pela corretora. Pela condenação, a corretora terá que pagar multa de R$ 300 mil.

A corretora foi absolvida de outras duas acusações. A primeira de ter negligenciado a defesa de direitos e deveres de alguns dos clubes administrados, já que não tinham descontos nas taxas pagas à Geração Futuro. A outra acusação era de não ter observado limites e falhado na divulgação de informações dos clubes.

(Renato Carvalho)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade