Publicidade

Estado de Minas

Centrais terão Dia Nacional de Luta contra a reforma da Previdência em fevereiro


postado em 31/01/2018 14:12

Brasília, 31 - Sete centrais sindicais aprovaram nesta quarta-feira, 31, a realização do Dia Nacional de Luta, em 19 fevereiro, contra a reforma da Previdência. A votação da proposta no plenário da Câmara dos Deputados está marcada para essa data.

Dirigentes da CUT, Força Sindical, CSB, CTB, Nova Central, UGT e Intersindical fixaram um cronograma de ações para o protesto, que terá como mote "Se botar pra votar, o Brasil vai parar".

As entidades vão orientar trabalhadores a reforçar a pressão sobre os parlamentares, fazendo panfletagens e até "blitz" em aeroportos.

Ato do PT

No mesmo dia, o PT promoverá um ato para comemorar os seus 38 anos, apesar da mais grave crise que se abateu sobre o partido. Na semana passada, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) condenou o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Lula ainda recorre da decisão e argumenta que enfrenta uma perseguição política para tirá-lo da disputa ao Palácio do Planalto.

O aniversário do partido é em 10 de fevereiro, mas, como a data cai no carnaval, será lembrada no dia 19.

A escolha dos petistas não foi aleatória. Na prática, o PT também aproveitará o dia para atacar as mudanças propostas pelo governo para a Previdência e defender a candidatura de Lula.

A ideia é lançar ali a nova Carta ao Povo Brasileiro, com compromissos da campanha do ex-presidente, hoje cada vez mais difícil de vingar.

(Vera Rosa)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade