Publicidade

Estado de Minas

Preços de bens de capital sobem 0,80% no IPP de dezembro, diz IBGE


postado em 30/01/2018 10:48

Rio, 30 - Os bens de capital ficaram 0,80% mais caros na porta de fábrica em dezembro do ano passado, segundo os dados do Índice de Preços ao Produtor (IPP), que inclui a indústria extrativa e de transformação, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado ocorre após os preços terem subido 1,41% em novembro. No ano de 2017, os bens de capital subiram 4,26%.

Os bens intermediários registraram avanço de 0,74% nos preços em dezembro, ante uma alta de 1,86% em novembro. Em 2017, houve elevação de 6,53% nos preços.

Já os preços dos bens de consumo caíram 0,08% em dezembro, depois de uma elevação de 0,66% em novembro. No ano passado, houve aumento acumulado de 0,51%.

Dentro dos bens de consumo, os bens duráveis tiveram alta de 0,29% em dezembro, ante aumento de 0,15% no mês anterior. Os bens de consumo semiduráveis e não duráveis caíram 0,20% em dezembro, após a elevação de 0,82% registrada em novembro.

No ano de 2017, os bens duráveis aumentaram 4,34%, enquanto os bens de consumo semi e não duráveis recuaram 0,63%.

A alta de 0,46% do IPP de dezembro teve contribuição de 0,07 ponto porcentual de bens de capital; 0,42 ponto porcentual de bens intermediários e -0,03 ponto porcentual de bens de consumo. No âmbito dos bens de consumo, os bens de consumo duráveis contribuíram com 0,02 ponto porcentual, enquanto o impacto de bens de consumo semiduráveis e não duráveis foi de -0,05 ponto porcentual.

(Daniela Amorim)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade