Publicidade

Estado de Minas

Demanda doméstica por transporte aéreo cresce 5,80% em dezembro, diz Abear


postado em 23/01/2018 12:30

São Paulo, 23 - A demanda por voos domésticos (medida em passageiros-quilômetro pagos transportados, ou RPK) registrou alta de 5,80% em dezembro de 2017 ante o mesmo mês de 2016, segundo levantamento da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que reúne os dados de suas associadas (Avianca, Azul, Latam e Gol). No mesmo período, a oferta doméstica de assentos (assentos-quilômetros ofertados, ou ASK) avançou 3,38%.

Os resultados de dezembro marcam o décimo mês consecutivo de crescimento na demanda doméstica e o sexto mês seguido de avanço da oferta nesse mercado.

Com a procura por voos domésticos aumentando em nível acima da capacidade, a taxa de ocupação doméstica subiu 1,91 ponto porcentual (p.p.) na comparação com o último mês de 2016, chegando a 83,29%. Este foi o melhor nível para o indicador em dezembro na série histórica, destaca a Abear.

No mês, foram transportados 8,4 milhões de passageiros no segmento doméstico, uma elevação de 5,76% frente ao volume de igual período de 2016. Em dezembro, a Gol manteve a liderança no mercado doméstico, com participação de 38,13%, seguida pela Latam, com 31,79%. A Azul ficou com 17,45% do

market share

doméstico em dezembro, enquanto a Avianca obteve uma fatia de 12,64%.

2017

Com isso, no acumulado do ano passado, a demanda doméstica cresceu 3,51% em relação a 2016, quando havia mostrado retração de 5,47% frente a 2015. Já a oferta aumentou 1,68%, sucedendo a baixa de 5,74% verificada um ano antes. A taxa de ocupação teve melhora de 1,45 p.p. ante 2016, para 81,59% - o melhor nível anual para o indicador na série histórica, segundo a Abear.

No ano passado, foram transportados 89,9 milhões de passageiros no mercado doméstico, volume 2,72% superior ao de um ano antes. Pelos cálculos da entidade, a aviação doméstica já conseguiu repor cerca de 2,5 milhões de passageiros em relação aos sete milhões que havia perdido em 2016 ante 2015 como efeito da crise econômica.

A Gol encerrou 2017 na liderança no mercado doméstico, com participação de 36,35%, seguida pela Latam, com 32,74%. A Azul ficou com 17,92% e Avianca com 12,99%.

Mercado internacional

A demanda por voos internacionais (RPK) apresentou alta de 10,88% em dezembro ante o último mês de 2016, segundo dados da Abear, cujas associadas abrangem cerca de 30% desse mercado. A oferta internacional (ASK), por sua vez, cresceu 11,69% na mesma base de comparação, fazendo com que a taxa de ocupação dos voos internacionais caísse 0,61 ponto porcentual (p.p.) no mês, para 83,25%.

Ao todo, foram transportados 782 mil passageiros entre o Brasil e o exterior em dezembro, volume 15,44% maior que o verificado em igual mês de 2016. A Latam respondeu por 67,07% do mercado no mês passado, seguida por Azul (15,88%), Gol (11,21%) e Avianca (5,84%).

2017

O resultado consolidado no segmento internacional mostra que a demanda acumulou uma alta de 12,05% em relação a 2016, quando havia caído 0,31% frente a 2015. Já a oferta cresceu 10,61%, depois de ter recuado 3,12% no ano anterior. Com isso, a taxa de ocupação internacional aumentou 1,09 p.p., ficando em 84,81% ao final de 2017.

Entre janeiro e dezembro do ano passado, 8,4 milhões de passageiros foram transportados no segmento internacional, 11,74% superior ao resultado de 2016.

A Abear destaca que, em valores absolutos, todas as estatísticas deste mercado atingiram níveis máximos históricos em 2017.

A Latam encerrou o ano com 74,89% de

market share

no segmento internacional, seguida por Azul (11,80%), Gol (10,75%) e Avianca (2,56%).

(Letícia Fucuchima)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade