Publicidade

Estado de Minas

Projeção do Focus para Selic no fim de 2017 e de 2018 permanecem em 7,50% ao ano


postado em 14/08/2017 09:37

Brasília, 14 - Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica de juros) para o fim de 2017 e 2018. O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta segunda-feira, 14, que a mediana das previsões para a Selic este ano seguiu em 7,50% ao ano. Há um mês, estava em 8,00%. O levantamento indicou ainda que a mediana das projeções dos economistas para a Selic no fim de 2018 permaneceu em 7,50% ao ano, ante 8,00% de um mês atrás.

No início de agosto, o Banco Central divulgou a ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom), que trouxe uma análise dos motivos que levaram o colegiado a cortar a Selic em 1 ponto porcentual no mês passado, de 10,25% para 9,25% ao ano. No documento, o BC sinalizou a possibilidade de novo corte de 1 ponto em setembro. Na última sexta-feira (11), em São Paulo, o presidente do BC, Ilan Goldfajn, afirmou, sobre a Selic, que "há expectativa de quedas adicionais à frente".

No Focus divulgado nesta manhã, a Selic média de 2017 passou de 9,98% para 9,91% ao ano. Há um mês, a mediana da taxa média projetada era de 10,16%. No caso de 2018, a Selic média foi de 7,50% para 7,41%, ante 8,00% de quatro semanas atrás.

Para o grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo, a taxa básica terminará 2017 em 7,25% ao ano, igual ao projetado há uma semana. Há um mês, a mediana projetada era de 7,75%. Para 2018, a expectativa seguiu em 7,25%, ante 7,75% de um mês antes.

Reunião de setembro

Os economistas do mercado financeiro projetam um novo corte de 1 ponto porcentual da Selic em setembro, de 9,25% para 8,25% ao ano, indicou a abertura dos dados do Relatório de Mercado Focus. Na semana passada, eles estavam divididos entre um novo corte de 1 ponto e uma redução de 0,75 ponto.

A abertura dos dados mostra que a mediana da Selic em setembro está em 8,25% ao ano. Para outubro, a projeção é de corte de 0,50 ponto porcentual e, para dezembro, de redução de 0,25 ponto porcentual. Assim, a Selic encerraria o ano em 7,50% ao ano.

(Fabrício de Castro)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade