Publicidade

Estado de Minas

Crachá rastreia conversas no trabalho e tempo de funcionários no banheiro

Dispositivo de vigilância rastreia movimentos dos empregados no escritório, grava detalhes de conversas e até mesmo quantas vezes o funcionário vai ao banheiro


postado em 10/02/2014 10:38 / atualizado em 10/02/2014 15:23

Conversas no escritório e até mesmo no banheiro já podem ser monitoradas por meio de um crachá desenvolvido recentemente pela empresa de eletrônicos japonesa Hitachi. A informação foi divulgada pelo jornal Daily Mail.

Funciona assim: o dispositivo possui um chip capaz de rastrear a localização exata do funcionário no local de trabalho e consegue gravar sinais do rosto e do corpo, além das conversas. Vários sensores são colocados no interior de uma placa de identificação que é anexada aos empregados. Depois de gravados, os dados são enviados para os empregadores.

Além de ser usado para descobrir quais funcionários passam o dia vagando sem rumo pelo escritório fofocando com os amigos, o crachá também grava como eles têm contribuído para reuniões de grupo. A empresa disse que a tecnologia foi desenvolvida para impulsionar níveis de eficiência e para ajudar os empregadores a perceber e reagir a problemas que, caso contrário, podem passar despercebidos.


O crachá não é o primeiro dispositivo de vigilância a ser comercializado para os empregadores para uso no local de trabalho. Apesar de reconhecer que é improvável que o produto seja popular entre seus empregados, a empresa Hitachi disse que espera que o produto melhore o desempenho dos trabalhadores ao redor do mundo.

Vale lembrar que muitas empresas já utilizam sistemas de monitoramento de e-mails, além de varrer os sites visitados ao longo do dia de trabalho. Estes sistemas, muitas vezes, enviam automaticamente alertas diretamente ao empregador, quando as regras são quebradas.

Dispositivo descobre quais funcionários vagam sem rumo no escritório
Dispositivo descobre quais funcionários vagam sem rumo no escritório


Publicidade