Publicidade

Estado de Minas

Tupy pede interrupção de oferta de ações


postado em 23/06/2013 16:06

A oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias da Tupy está interrompida até 5 de setembro. A informação consta do site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), segundo o qual a companhia pediu a interrupção de acordo com o previsto no artigo 10 da Instrução 400 da autarquia, que prevê a adoção do mecanismo por até 60 dias úteis.

A empresa havia publicado o prospecto preliminar da oferta, mas não havia detalhado o número de ações que fariam parte da operação ou o cronograma. Os recursos provenientes da oferta primária seriam destinados a projetos de redução de custo e de expansão e adequação de estrutura de capital, de acordo com o documento.

Conforme a Agência Estado havia adiantado na semana passada, fontes do mercado acreditavam que a oferta da companhia do setor de fundição também poderia não sair do papel, assim como a da Votorantim Cimentos, interrompida na semana passada.

Em fevereiro, os acionistas da fundição Tupy aprovaram a conversão da totalidade das ações preferenciais da companhia em ordinárias, o desdobramento dos papéis ON, o aumento do capital autorizado para R$ 1,2 bilhão e a reforma integral do estatuto. As mudanças fazem parte do plano da companhia para migrar para o Novo Mercado da Bovespa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade