Publicidade

Estado de Minas

Codesp investigará quem causou congestionamento


postado em 24/05/2013 20:37 / atualizado em 24/05/2013 20:40

Representantes da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Ecovias, Polícia Rodoviária Estadual, prefeitura de Santos, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) da cidade e Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado (Artesp) promoveram nesta sexta-feira uma reunião de emergência para discutir a origem do congestionamento nas estradas de acesso à Baixada Santista. Foi apurado que houve dois congestionamentos diferentes. O primeiro originou-se no polo industrial de Cubatão, com o registro de grande movimentação de caminhões nos terminais, pátios reguladores e indústrias. O segundo aconteceu no bairro da Alemoa, em Santos, em decorrência do excesso de caminhões. A Codesp anunciou que fará um levantamento dos operadores que podem ter causado o impacto no tráfego da região.

Se ficar comprovada a responsabilidade, a estatal aplicará as penalidades que estão previstas em contrato. Com base em um levantamento de vídeo, a CET fará um relatório de toda a situação para autuar as empresas responsáveis. No mês passado foi estabelecido um acordo com os pátios reguladores para liberarem os caminhões para os terminais só quando houvesse espaço nos locais de embarque, a fim de evitar os transtornos verificados no início da safra de grãos, em fevereiro e março.


Publicidade