Publicidade

Estado de Minas

Cancelamento de compra de soja por China é "conjuntural"


postado em 22/03/2013 13:01 / atualizado em 22/03/2013 13:57

O ex-embaixador do Brasil na China Clodoaldo Hugueney disse nesta sexta-feira que acredita que o cancelamento da compra de soja brasileira por empresas chinesas é um problema "meramente conjuntural". "Houve congestionamento nos portos e atraso no embarque da soja para a China, mas acredito que seja algo meramente conjuntural, uma vez que o Brasil seguirá sendo um enorme exportador do complexo de soja para a China, não apenas grãos, mas farelo e óleo", afirmou. Nesta semana, a empresa chinesa Sunrise cancelou a compra de 2 milhões de toneladas de soja do Brasil por atraso nos embarques.



Questionado sobre se os gargalos de infraestrutura no Brasil podem causar mais contratempos, Hugueney disse que o governo está trabalhando para resolver esses problemas. "Estamos fazendo enormes investimentos em rodovias, ferrovias, portos, aeroportos." As declarações do ex-embaixador foram dadas antes da palestra dele em evento promovido pelo Conselho Empresarial Brasil - China, em parceria com a BRF, em São Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade