Publicidade

Estado de Minas

Euro opera perto da estabilidade


postado em 27/06/2012 10:42

O euro opera perto da estabilidade, dentro de um intervalo estreito de negociação, enquanto os investidores não conseguem identificar uma direção clara antes da cúpula desta semana da União Europeia, em Bruxelas.

Poucos observadores do mercado esperam um grande avanço na crise da dívida de longa duração na reunião de dois dias que começa amanhã. Ainda assim, apenas no caso de existirem quaisquer surpresas positivas ou negativas, os comerciantes estão se mantendo de lado por enquanto, deixando a maioria das principais moedas dentro de uma faixa estreita.

"Nós estamos vendo um período de consolidação no mercado de câmbio com os investidores com pouco apetite para formar posições antes de ver o resultado da cúpula", disse o analista de câmbio do BNP Paribas Michael Sneyd, em Londres.

Às 8h50 (pelo horário de Brasília), o dólar estava em 79,73 ienes, de 79,51 ienes no fim da tarde de terça-feira em Nova York. O euro era negociado em US$ 1,2490, de US$ 1,2492. O euro foi pressionado na negociação de terça-feira em Nova York pela notícia de que a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, tinha descartado definitivamente o compartilhamento de dívida na zona do euro.


Não houve nenhuma reação no mercado nesta quarta-feira após a empresa de classificação Egan-Jones rebaixar na terça-feira o rating soberano da Alemanha para A+, de AA-. Mas analistas disseram que o rebaixamento, embora tenha sido anunciado por uma pequena empresa, pode tornar as negociações de compartilhamento de dívida ainda mais complicadas na cúpula desta semana.

"O rebaixamento provavelmente...reforçará a oposição da Alemanha a qualquer noção de responsabilidade compartilhada...reafirmando a perspectiva de um período longo e árduo de negociações, que provavelmente vai manter os investidores nervosos", disse o analista de câmbio do UBS Gareth Berry.

Entre as moedas menores, o destaque é o shekel de Israel que recuou ante o dólar, se mantendo nas mínimas em três anos. O dólar foi negociado na máxima de 3,9630 shekels. Notícias de que o déficit do orçamento de Israel deverá subir e tensões geopolíticas no Egito e na Síria estão pressionando a moeda.


Publicidade