Publicidade

Estado de Minas

Balança comercial está positiva em Minas Gerais

Exportações do estado movimentaram US$ 37,9 bi, entre janeiro e novembro. Importações se limitaram a US$ 12,1 bi


postado em 06/12/2011 06:00 / atualizado em 06/12/2011 06:28

As vendas de produtos mineiros para fora do Brasil somaram US$ 37,98 bilhões no acumulado janeiro a novembro – 36,3% a mais do que em igual intervalo de 2010 (US$ 27,87 bilhões). Já as importações do estado atingiram, no mesmo período, US$ 12,1 bilhões – 32,1% acima do registrado nos 11 primeiros meses do exercício anterior. A diferença entre as duas cifras levou a balança comercial mineira a fechar o período com saldo positivo de US$ 25,8 bilhões. Os números foram divulgados pela Central Exportaminas, com base nas planilhas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

A disparada do preço de algumas commodities ajudou no resultado. A cotação da tonelada do café, que em novembro chegou a U$ 5,1 mil, foi 48,86% maior do que a registrada no mesmo mês de 2010. O grão ocupa a segunda colocação na pauta de exportações do estado. De acordo com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), o grão respondeu por 61,7% das exportações do agronegócio, no mês passado.

O bom desempenho do café empurrou as exportações do agronegócio que somaram US$ 8,9 bilhões no acumulado do ano, aumento de 29,5% no confronto com igual intervalo de 2010. “A participação dos produtos da agricultura e da pecuária nas vendas internacionais de todos os setores da economia estadual correspondeu a 23,4%. A expectativa é de fecharmos o ano com uma receita de exportações do agronegócio mineiro da ordem de US$ 9,5 bilhões, cifra que supera em 25% a do ano passado”, acredita o secretário da pasta, Elmiro Nascimento.

O MDIC não divulgou os números do mês passado referentes a produtos, o que deve ocorrer na próxima semana. Mas, de janeiro a outubro, as vendas externas do agronegócio representaram US$ 16 bilhões. As exportações gerais do estado, apenas em novembro, totalizaram US$ 3,8 bilhões –média diária de US$ 191,1 milhões. O aumento em relação ao mesmo mês de 2010 foi da ordem de 31,6%.

Por outro lado, quando a comparação é feita com outubro de 2011, houve pequena retração, da ordem de 1,8%. Levando-se em conta o período de janeiro a outubro deste ano, automóveis foram os produtos mais importados pelo estado, com participação de 11% do total.

No Brasil, superávit tem alta de 70,8%


O MIDC já divulgou o balanço de janeiro à primeira semana deste mês. O superávit da balança comercial foi de US$ 26,293 bilhões (média diária de US$ 113,8 milhões), valor 70,8% maior do que o apurado em igual período de 2010 (média diária de US$ 66,6 milhões). Segundo o ministério, no acumulado do ano, as exportações alcançaram US$ 235,697 bilhões (média diária de US$ 1,020 bilhão), resultado 28,3% acima do verificado no mesmo período de 2010, que teve média diária de US$ 795,1 milhões.

Apenas na primeira semana deste mês, de acordo com o ministério, a chamada corrente de comércio, que representa a soma das exportações e importações, foi de US$ 3,251 bilhões. O superávit, no período, chegou a US$ 319 milhões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade