Publicidade

Estado de Minas

Ministro da Agricultura quer intensificar apoio à atividade pecuária


postado em 01/03/2011 16:58 / atualizado em 01/03/2011 16:59

Em meio à disparada do preço da carne, o ministro da Agricultura Wagner Rossi, afirmou nesta terça que sua intenção é intensificar o apoio à pecuária nos mesmos moldes que hoje o governo já auxilia a agricultura. Ele fez a afirmação ao participar de encontro dos representantes das 32 câmaras setoriais e temáticas, na sede do ministério, em Brasília.

Rossi apresentou dois pontos considerados como grandes desafios durante sua gestão: a dependência da importação de insumos agrícolas e da infraestrutura. "Devemos avançar muito por conta do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento)", disse. Ele salientou que a intermodalidade - integração de ferrovias, hidrovias e rodovias - também será um avanço para o setor, devendo reduzir os custos de frete para o produtor e levando alimento a preços mais baixos para o consumidor.

O ministro voltou a falar do processo de modernização pelo qual passará o ministério. De acordo com ele, a intenção é a de reduzir ao máximo a burocracia existente hoje. Um exemplo citado foi a meta de reduzir para seis meses o prazo médio de obtenção de registros no ministério.

Câmaras setoriais

Durante o encontro, Rossi anunciou que, até o fim do ano, será editada uma publicação para mostrar à sociedade o trabalho dessas câmaras setoriais. A intenção é distribuir um livro às universidades, às instituições acadêmicas e às casas legislativas com artigos assinados pelos seus presidentes, os secretários da Agricultura e pelo próprio ministro que estejam relacionados a cada uma dessas câmaras.

"Essas reuniões são importantes para a formulação de políticas públicas e muitos dos trabalhos acabam se tornando ações efetivas do governo", enfatizou. Ele não quis, no entanto, mencionar nenhum trabalho efetivado para não destacar uma câmara em relação a outra em encontro que reúne representantes de todos os setores.


Publicidade