Publicidade

Estado de Minas

João Carlos Martins participa do Concerto da Gratidão, em Brumadinho

No sábado (31), o maestro vai homenagear os bombeiros de Minas. Ele regerá a sinfônica da corporação e a Orquestra Jovem Gerais, além de tocar peça de Bach ao piano


postado em 30/08/2019 04:00 / atualizado em 28/08/2019 15:01

Maestro JOÃO CARLOS MARTINS vai se apresentar em Brumadinho(foto: Theatro Municipal de SP/divulgação)
Maestro JOÃO CARLOS MARTINS vai se apresentar em Brumadinho (foto: Theatro Municipal de SP/divulgação)

No sábado (31), o maestro e pianista João Carlos Martins será uma das atrações do projeto A Arte Abraça Brumadinho. Ele conta que foi convidado para fazer um concerto na cidade logo depois da tragédia provocada pelo rompimento da barragem do Córrego do Feijão, mas entendeu que isso poderia soar como oportunismo. Decidiu, então, esperar outra oportunidade para se apresentar lá.

Amanhã, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais comemora 108 anos. “Aceitei na hora participar da homenagem aos heróis que tanto fizeram e fazem pelo país”, diz Martins. Além do maestro paulista, o Concerto da gratidão contará com a Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Orquestra Jovem Gerais, o pianista e ator Davi Campolongo e Ângelo Sanrah, cantor e compositor de Brumadinho.

EMOÇÃO

Martins tem afeto especial pela garotada da Orquestra Jovem Gerais. Quando presidia o International Bach Competing, em Leipzig, na Alemanha, o maestro conheceu os integrantes do grupo de Contagem. “Eles não estavam participando do festival. Encontrei-os nas ruas da cidade alemã e fiquei impressionado com o amor deles pela música. Convidei-os para participar do projeto Orquestrando o Brasil, na Sala São Paulo. Foi uma emoção muito grande para os meninos”, relembra.

Agora, a parceria vai se repetir no sábado. “Pedi aos organizadores que fizessem camisetas com a palavra gratidão para todos os músicos. Vou reger as duas orquestras”, conta. O gesto simbólico, diz Martins, mostra o respeito por aqueles que ajudaram as vítimas da tragédia de Brumadinho.

“O repertório ficou muito bonito. Incluí Jesus, alegria dos homens, de Bach, pois embora o evento não tenha aspecto religioso, o concerto, no fundo, representa algo meio canônico”, acredita.

Ao piano, Martins tocará a Ária da quarta corda, de Bach, usando dois polegares. “Cheguei a fazer 24 operações e agora só posso usar esses dois dedos. No final, vou reger uma marcha que mostra a trajetória da esperança, a alegria e que a gente tem de pensar no dia de amanhã, pois uma nação só tem futuro se tiver memória”, conclui.

CONCERTO DA GRATIDÃO
Sábado (31), às 16h30. Com maestro João Carlos Martins, Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Orquestra Jovem Gerais, Davi Campolongo e Ângelo Sanrah. Estacionamento Central, no Centro de Brumadinho. Entrada franca.











Publicidade