Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Diversidade à mesa

Gero adere a cardápio com mais opções e incorpora também pratos tradicionais em Minas


postado em 24/05/2019 04:06

Fugindo da linha italiana, uma das atrações é a rabada inspirada nos botecos, mas com toque gourmet(foto: Victor Schwaner/Divulgação)
Fugindo da linha italiana, uma das atrações é a rabada inspirada nos botecos, mas com toque gourmet (foto: Victor Schwaner/Divulgação)


Aos 39 anos, o chef carioca Fábio Jobim chegou à capital mineira com uma importante missão: estar à frente da cozinha do Gero BH, restaurante do Hotel Fasano. Seu primeiro trabalho em Minas foi a criação de um cardápio especial para o dia das mães, servido no início deste mês. Agora, a novidade do cozinheiro é o Gero a Mezzogiorno, uma criação especial com clássicas pedidas italianas e também com comida brasileira, que será servido de segunda a sexta-feira como opção de almoço.

“A ideia é trazer o padrão, o sabor do Gero para o horário do almoço e com preços acessíveis”, diz Fábio. O Gero a Mezzogiorno custa R$ 89 e é servido em três tempos. O cliente pode escolher um tipo de entrada, o prato principal e uma sobremesa.

Entre as sete opções de entrada destacam-se a salada de agrião com figos, o carpaccio clássico com rúcula e parmesão e a polenta de ragu acompanhada por linguiça.

Para o prato principal há seis sugestões de carnes brancas e vermelhas, além dos nove tipos de massas. “Para nos diferenciar dos outros restaurantes italianos, nossa preocupação foi com o tempero. Colocamos mais cebola e alho, ingredientes que, geralmente, não são utilizados na comida italiana e que os mineiros adoram”, revela o chef.

Um dos destaques do prato principal é o peixe do dia. “É o ingrediente com o qual eu mais gosto de trabalhar. Se ele está fresquinho então!”, enfatiza Fábio. Entre os peixes servidos no almoço estão o cherne, o pescado amarelo e a tilápia. “A partir desta semana, a gente quer colocar polvo no cardápio também”, adianta Jobim.

Outra sugestão do chef para o prato principal é a rabada. “Para não cair na mesmice, criamos pratos que não são exclusivamente italianos. Como é o caso da rabada, que servimos assim como nos botecos”, afirma. “Nós estamos sempre em busca de inovação. Temos sempre que oferecer coisas novas, porque, se não fizermos isso, as pessoas enjoam e deixam de ir ao restaurante”, avalia.

Para que o Gero a Mezzogiorno fique completo, não pode faltar a sobremesa. Entre as opções de doces que o restaurante oferece fazem sucesso o cheescake com calda de goiabada, o crepe de doce de leite com casca de laranja e sorvete de baunilha, além da torta de chocolate com crocante de amendoim.

O desafio, de acordo com os Fasano, é “levar toda a expertise da família com mais de 100 anos de tradição ligada à gastronomia”. O estabelecimento de Belo Horizonte é o primeiro restaurante Gero localizado dentro de um hotel. Tem capacidade para 90 pessoas assentadas. A casa tem filiais em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

*Estagiário sob a supervisão do subeditor Eduardo Murta

GERO BH
Restaurante do Hotel Fasano. Rua São Paulo, 2.320, Lourdes, (31) 3500-8970. Seg. a qui., 12h às 15h e 19h às 0h; sex., 12h às 15h e 19h à 1h; sáb., 12h à 1h; dom., 12h às 17h e 19h às 0h.


Publicidade