Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Reunir todos os sabores do estado é a promessa do Festival Made in Minas, que leva gastronomia e música à Savassi

Evento reúne pratos de várias regiões e promete ser espelho gastronômico do estado


postado em 03/05/2019 05:11

De Tiradentes virá a goiabada, prato produzido pelo restaurante Tragaluz (foto: Restaurante Tragaluz/divulgação)
De Tiradentes virá a goiabada, prato produzido pelo restaurante Tragaluz (foto: Restaurante Tragaluz/divulgação)


O empresário Jordane Macedo nunca se esqueceu de quando trabalhava na roça e se deparou com as sacas de café com a gravação: Made in Minas Gerais. “Eu tinha uns 15 anos. A gente morava em Pimenta (região Centro-Oeste). Eu capinava, plantava e carregava as sacas e ficava imaginando para onde iria aquele café”, recorda.

Essa foi a inspiração para o projeto que ele acaba de criar e terá sua primeira edição no domingo, na Praça da Savassi, no cruzamento entre as avenidas Cristóvão Colombo e Getúlio Vargas. Made in Minas Gerais, festa genuinamente mineira, promete resgatar as riquezas de cada região do estado através de programação diversa, que une gastronomia, música, palestras e produtos mineiros. A entrada é gratuita. Jordane já havia realizado alguns eventos gastronômicos e sentia falta de algo que incluísse o patrimônio material e imaterial mineiros. “O objetivo é valorizar Minas Gerais, sua cozinha e produtos. Tanto que selecionamos restaurantes que fazem uma comida mineira de verdade, sem releitura, justamente para focar na nossa identidade e na nossa tradição”, frisa Jordane, que é o curador gastronômico e idealizador do evento.

O público será convidado a ‘viajar pelas Gerais’. Pratos e iguarias típicos, como arroz com pequi, leitão à pururuca, frango ao molho pardo, costelinha e goiabada estarão presentes. Entre os restaurantes participantes estão o Xapuri e o Maria das Traças, de Belo Horizonte; o Tragaluz e o da Pousada Villa Paolucci, de Tiradentes; Cantina do Léo, de Montes Claros; Terra Brasilis, de Uberlândia; e Pier Terramare, de Furnas. O valor dos pratos varia de R$ 26 a R$ 34. Depois de provar as delícias de cada região, o público poderá votar para eleger o melhor prato. O vencedor levará o troféu Dona Lucinha, ícone da cozinha mineira, que morreu no começo de abril. “Nossa expectativa é receber 10 mil pessoas. A ideia é levar Minas para outros estados e até outros países. Por isso esse nome, Made in Minas Gerais, fala por si. Ele carrega a nossa marca para onde for”, salienta.



MÚSICA

A festa terá ainda palestras gratuitas, no Espaço Culturar (que ficará no quarteirão da Avenida Getúlio Vargas). Entre os convidados estão a sommelier de azeites Ana Beloto, Rodrigo Rezende, considerado o único sommelier de água certificado no Brasil, e o produtor, barista e mestre de torra, Felipe Brazza, que vai ministrar oficina sobre “Como preparar o melhor café em casa”. A trilha sonora, claro, terá representantes da mais autêntica música de Minas. O DJ Zubreu abre a programação a partir das 11h30. Dudu Lima Trio vai tocar por volta das 16h e, às 17h30, Wagner Tiso, um dos principais nomes do Clube da Esquina, se apresenta, ao lado de Nivaldo Ornelas e Juarez Moreira. Wagner – que é de Três Pontas, mas mora no Rio há anos –, não abre mão de sempre participar de eventos no estado natal. “E na Savassi, o coração de BH, ao lado de amigos e parceiros com quem toco há tanto tempo, é sempre importante. Ressaltar o que Minas Gerais tem de melhor é sempre bom”, comenta.

O músico, aos 60 anos de carreira, diz que tem feito vários shows para marcar a data. “Tenho um projeto com trio, um outro com minha filha, India Tiso, além de um que pretendo fazer, que é tocar com orquestras locais em várias cidades do país. Também quero lançar um songbook bem completo”, anuncia. Foi no dia 12 de dezembro de 1959 que Wagner Tiso se apresentou pela primeira vez ao lado do amigo Milton Nascimento no Automóvel Clube de Três Pontas. “Considero o começo de tudo. Era meu aniversário de 14 anos e nós tocamos no baile. Eu no acordeon, porque lá não tinha piano. Foi nosso primeiro cachê”, recorda. O maestro e arranjador diz que a apresentação do domingo não deixa também de ser uma parte das comemorações. “O próprio show que faço com o Juarez e o Nivaldo já é uma celebração. E, se bobear, vou dar uma canja com o Dudu”, brinca.

Conscientização


O Made in Minas Gerais terá espaço dedicado à conscientização sobre a Epidermólise Bolhosa, doença genética caracterizada por defeito no tecido conjuntivo, que causa grande fragilidade à pele. Jordane Macedo explica que, pela fragilidade da pele, crianças atingidas são carinhosamente chamadas de borboletas. “Teremos um espaço decorado com várias borboletas voltados para as crianças e também para que o público possa se informar melhor”. A ação tem apoio da ONG do Jardim das Borboletas e da Fraternidade Sem Fronteira.

Programe-se
Made in Minas Gerais. Domingo (5), a partir das 11h, na Praça da Savassi (no cruzamento entre as avenidas Cristóvão Colombo e Getúlio Vargas). Entrada franca mediante retirada de ingresso pelo Sympla (www.sympla.com.br). O público pode também contribuir com a campanha de donativos, levando 1kg de alimento não perecível. Informações: www.madeinminasgerais.com.br


Publicidade