Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Rael põe o suingue de Angola em seu rap

Cantor e compositor vai se apresentar sábado (13), no Distrital do Cruzeiro. Ele prepara novo disco e é uma das atrações do Rock in Rio, em outubro


postado em 12/04/2019 05:06

Rael será a atração de sábado no Distrital do Cruzeiro(foto: Jorge Bispo/divulgação)
Rael será a atração de sábado no Distrital do Cruzeiro (foto: Jorge Bispo/divulgação)
“É arretada, quente, atraente, pernambucana/ Tem pegada Mayra Andrade, cabo-verdiana/ Tem a vaidade de Morena Tropicana/ É andarilha, diz que vira em BH ou em Brasília/ De Xangô ela é filha/ Que nem ouro ela brilha/ Em Salvador, por lá passou geral e enlouqueceu/ E lá gritou: a cor desta cidade sou eu”. A capital mineira faz uma pontinha na letra de Flor de Aruanda, a novidade do repertório selecionado por Rael para seu show no Distrital, no sábado (13).

Disponibilizado recentemente nas plataformas digitais, o single adianta o que está por vir no novo álbum do rapper, com lançamento previsto para este semestre. O videoclipe foi gravado em Luanda, em Angola, e contou com a participação de dançarinas africanas. A letra exalta a beleza dos corpos negros. “Já tinha essa música e, coincidentemente, fui convidado para um show lá. Descobri que Luanda significa Aruanda. Então, pensei: por que não fazer o clipe em Luanda?”, conta Rael.

O show se baseia no repertório do álbum Coisas do meu imaginário (2016), mas deve contar também com destaques dos discos MP3 – Música popular do Terceiro Mundo (2013), Ainda bem que eu segui as batidas do meu coração (2014) e Diversoficando (2014). O rapper não promete nova canção além de Flor de Aruanda, mas admite algumas palinhas ao som de sua guitarra.

Rael precisou imergir no disco para a turnê, e assim o redescobriu. “Pude enxergá-lo por outra perspectiva, ver outras possibilidades que as canções oferecem ao vivo”, diz.

GRAMMY Em 2017, Coisas do meu imaginário foi indicado ao Grammy Latino, na categoria melhor álbum de música urbana. Rael comenta que revisitá-lo tem sido “uma experiência maravilhosa”, e os fãs não discordam. Tanto é que a turnê tem datas agendadas até julho.
Em 2017, o rapper ganhou o troféu de melhor cantor no Prêmio da Música Brasileira. Atualmente, ele se divide entre shows de Coisas do meu imaginário, a turnê Rael canta Vinicius de Moraes e a produção do novo disco, ainda sem título.

Em outubro, o rapper se apresentará no Palco Sunset, no Rock in Rio, ao lado de Baco Exu do Blues, Rincon Sapiência, Nova Orquestra e do cantor português Agir.

* Estagiária sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria

RAEL
Mercado Distrital do Cruzeiro. Rua Ouro Fino, 452, Cruzeiro, (31) 3223-7844. Sábado (13), às 20h. A partir de R$ 60 (2º lote). Informações: www.sympla.com.br.


Publicidade