Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Peça Banho de sol aborda inquietações de mulheres que vivem na prisão

Montagem da Zula Cia. de Teatro ficará em cartaz até 22 de abril, no CCBB de Belo Horizonte. Texto surgiu de aulas ministradas em complexo penitenciário feminino


postado em 29/03/2019 05:07

Trupe da Cia. Zula foi a penitenciárias (foto: André Veloso/divulgação)
Trupe da Cia. Zula foi a penitenciárias (foto: André Veloso/divulgação)


A Zula Cia. de Teatro estreia nesta sexta-feira (29), às 19h, no CCBB, o espetáculo Banho de sol. Dirigida por Mariana Maioline e Talita Braga, a montagem recupera histórias de mulheres que vivem em prisões, mostrando quem elas são para além dos delitos que cometeram.

O espetáculo nasceu do projeto A arte como possibilidade de liberdade, que, ao longo de um ano, promoveu aulas de teatro, entre outras atividades, em um complexo penitenciário feminino. Os encontros eram realizados durante o banho de sol das participantes.

Com trabalho focado na mulher em situações marginais, a Zula Cia. de Teatro cria espetáculos a partir de histórias reais. Com as duas montagens anteriores, As rosas no jardim de Zula (2012, direção de Cida Falabella) e MAMÁ! (2015, direção de Grace Passô), a companhia se firmou como grupo de pesquisa de teatro documentário e teatros do real, com foco no feminino e na condição da mulher.

BANHO DE SOL
Estreia nesta sexta-feira (29), às 19h, no CCBB, Praça da Liberdade, 450, Funcionários. Apresentações de sexta a segunda, às 19h, até 22 de abril. R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).


Publicidade