Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Roteiro bares e restaurantes


postado em 14/12/2018 05:05

A barista Kivian Moreira, da Cafeteria do Produtor, promete uma
A barista Kivian Moreira, da Cafeteria do Produtor, promete uma "viagem" ao universo do café (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Bares

JACINTA

O bar conta com 12 torneiras rotativas, com carta diversificada de cervejarias locais. Reinaldo Barros desenvolveu a receita própria da casa, a Jacinta amber lager (R$ 8 o halp pint, com 285ml; e R$ 13 o pint, com 473ml). Entre os drinques, oferece gim tônica (R$ 24), na versão tradicional, e o tropical, com uva e xarope de tangerina. Também prepara sangria e clericot (R$ 25), além do aperol e negroni (R$ 22). O cardápio privilegia pratos mais simples e sanduíches. A baguete com pernil, cebola, queijo canastra, geleia de abacaxi e rúcula custa R$ 28. Entre os petiscos, há um clássico da comida de boteco: a carne de panela (R$ 38), para duas pessoas, com tomates assados e mandioca cozida na manteiga de garrafa. O joelho de porco (R$ 78) serve quatro pessoas. Para almoço ou jantar, uma das opções é o filé à parmegiana (R$ 74), empanado com farinha panco e parmesão, acompanhado de purê de batatas e molho de tomate. Vegetarianos podem pedir legumes assados com cogumelos, creme azedo e melado de cana (R$ 32). Rua Grão Pará, 185, Santa Efigênia, (31) 97116-2900. Qua. a sex., 18h/1h; sáb., 12h/1h; dom., 12h/17h.
Cc.: todos; tíq (Alelo); wi-fi; ar.

NICOLAU BAR DA ESQUINA
Conhecido por seu trabalho à frente do restaurante Glouton, o chef Leo Paixão concretizou o sonho de abrir o próprio bar. Entre as opções de sustança, há o mexidão com pato, couve, ovo frito, paio e quiabo grelhado na chapa (R$ 43). São nove pratos principais, cujos preços variam de R$ 39 a R$ 55. Um deles é o ancho acebolado com mandioca frita ou salada (R$ 49). Petiscos custam de R$ 17 (tempurá de purê de batata-doce com molho de cerveja e gengibre) a R$ 35 (torresmo de barriga com caramelo de missô e dedo-de-moça). Outro destaque é o croquete de rabada com maionese de alho (R$ 27). Entre os sanduíches, destacam-se o pão com linguiça artesanal na focaccia, cebola caramelizada na jabuticaba com melado, chimichurri e vinagrete de tomate (R$ 29) e o roscan burguer (hambúrguer na rosca de leite condensado com cebola frita, ketchup de tomate assado na brasa e salada de rúcula e queijo; R$ 29). Rua Pouso Alegre 2.217, Horto. (31) 3318-6970. Ter. a sex., 18h/23h30; sáb., 12h/23h30; dom., 12h/18h.
Cc.: todos; wi-fi.

CAFÉS
ACADEMIA DO CAFÉ

A casa mantém duas unidades, no Funcionários e na Savassi, inspirada na proposta de valorização do café elaborada pelo casal Bruno Souza e Débora Fortini Souza. Os dois criaram um laboratório-escola para produtores. São oferecidos cafés especiais com quatro métodos (para o café coado, a partir de R$ 6). Há também espresso (a partir de R$ 7,25, xícara dupla) e cafés gelados (a partir de R$ 10,50). Cafés especiais custam de R$ 26 a R$ 60 (pacote com 250g). Rua Grão Pará, 1.024, Funcionários, (31) 3223-8565. Seg. a sex., 9h/20h; sáb., 10h/18h; dom., 11h/18h. Rua Antônio de Albuquerque, 749, Savassi, (31) 3789-1385. Seg. a sex., 8h30/19h30; sáb., 10h/18h.
Cc.: todos; wi-fi; ar.

CAFETERIA DO PRODUTOR
Funciona em um casarão centenário do Bairro Funcionários – um dos primeiros imóveis erguidos da capital mineira. No salão principal, o cliente pode acompanhar os métodos de extração – são 25. A barista Kivian Monique explica que a ideia é não apenas servir a bebida, mas fazer o cliente “viajar” no universo do café. A torra, aliás, é realizada no próprio local. Semanalmente, há 20 tipos de café. O consumidor também pode levar para casa o pacote de 130g (R$ 18). O cardápio lista espressos e coados (a partir de R$ 5,50), cafés gelados (a partir de R$ 18,50), com sorvete (a partir de R$ 18,50) e com bebida alcoólica (a partir de R$ 18,50). Também há pães artesanais produzidos no local, de fermentação natural (a partir de R$ 10), e sanduíches naturais (a partir de R$ 18). Rua Pernambuco, 380 B, Funcionários. (31) 3262-3112. Seg. a sex., 11h/19h30; sáb., 10h/18h.
Cc.: todos; tíq (Alelo e Sodexo); wi-fi.

RESTAURANTES

Italiano

CANTINA PIACENZA

A casa italiana é comandada pelos irmãos Américo e André Piacenza. Entre os pratos mais pedidos estão o fagotini de frango defumado (R$ 46) e o anglioti del plin de carne de sol ao bechamel de abóbora (R$ 53), que reforça o conceito da cozinha ítalo-mineira de Américo. Outras opções são o ravióli de linguiça com cogumelos salteados na manteiga (R$ 49), o risoto de bacalhau, espinafre, tomate e pesto de azeitona preta (R$ 57) e o tortelli de cordeiro ao molho rôti com raspas de limão (R$ 57). Outra pedida é a lasanha negra de camarão, lula e pupunha ao bisque (R$ 62) – todos pratos individuais. A carta de vinhos conta com cerca de 40 rótulos (de R$ 65 a R$ 165 a garrafa). Rua Rio Grande do Sul, 1.236, Santo Agostinho, (31) 2515-6092. Ter. a sex., 11h30/15h e 19h/0h; sáb., 11h30/17h e 19h/0h; dom., 11h30/17h.
Cc.: todos; ar; vin.

Pizza

LA VERA

A estrela da casa é a pizza de massa fina. São mais de 30 sabores, todos produzidos com farinha 100% italiana, que vão da tradicional margherita (molho de tomate, muçarela de búfala, tomates confit, finalizada com folhas frescas e redução de manjericão) à etrusca (fatias de guanciale artesanal, molho de tomate finalizada com redução de salsinha e creme de azeitonas), passando pela tradicional La Vera (molho de tomate, búfala, fatias de parmesão e finalizada com presunto Parma e rúcula orgânica). O preço varia de R$ 57 a R$ 70 (oito fatias). Uma tradição da casa é a fatia da pizza do dia (R$ 8), cujo sabor muda constantemente. A carta de bebidas lista drinques, como a caipirinha tradicional (R$ 15), o aperol spritz, que leva espumante, aperol e água gaseificada (R$ 20), e o moskow mule (R$ 24). Há long necks – como a Stella Artois (R$ 8) –, chopes e cervejas especiais (de R$ 9 a R$ 125). O preço dos vinhos varia de R$ 40 a R$ 699. O restaurante funciona na Rua Pium-í, 784, Anchieta. (31) 2515-0264. Delivery: (31) 3140-3110. Qua. a sáb., 18h30/23h30; dom., 17h30/23h. O pizza bar funciona na Rua Maceió, 212, Cruzeiro. Qua. a sáb. 18h30/23h30.
Cc.: todos; del; wi-fi; ar.

Variado

A CENTRAL

Instalado na Praça da Estação, no Centro, o espaço une cultura, cafeteria, restaurante e coworking, oferecendo wi-fi gratuita. No almoço, o prato é montado na hora, no esquema “chef-service”. São três sugestões diárias de proteínas e outra sem proteína (R$ 19,90 a 25,90). Há várias guarnições – arroz, feijão, purê, farofa, cremes e saladas, por exemplo. Fazem sucesso o pudim de leite (R$ 6) e a palha italiana no pote com coco ralado (R$ 6). Para acompanhar, suco natural do dia (R$ 6), “chazim” (R$ 4), cafés e chocolates. Entre os cafés, a casa trabalha com quatro métodos do coado (R$ 10), além de macchiato (R$ 6), irish coffee, espresso com uísque, canela, açúcar mascavo e chantili (R$ 15), e affogato, espresso com sorvete de creme, ganache de chocolate e canela em casca (R$ 13). Para beber, cerveja long neck (R$ 8), cerveja artesanal (R$ 18 a R$ 25) e drinques (R$ 16 a R$ 25), além de vinhos e espumantes (R$ 70 em média). Praça Rui Barbosa, 104, Centro. (31) 99784-0246. Seg. a sex., 9h/19h. Almoço: seg. a sex., 11h30/14h30. instagram
Cc.: todos; tíq (Sodexo, Alelo e VR); wi-fi; ar.

PALADINO
Com capacidade para receber 300 pessoas, o bar do Restaurante Paladino tem espaço kids, que funciona à noite, permitindo aos pais curtir o happy hour. Entre as entradas, sugere-se o Minas de cabo a rabo – snacks de queijos canastra e do serro com compota de casca de jabuticaba e folha de manjericão da horta (R$ 22). Mais “robusto”, o Quadrado reúne costela de boi assada e prensada, molho de cerveja e angu frito (R$ 42). Também há pratos, como o parmegiana de tilápia – peixe empanado com molho de moqueca, queijo, batata frita e arroz (R$ 48, individual) – e a Costela de Adão, assado de tira angus com arroz cremoso de abóbora, requeijão e farofa de maracujá (R$ 82, individual). A carta de bebidas prioriza parcerias com marcas locais. Os preços variam de R$ 8 (chope pilsen Falke, 300ml) a R$ 12 (Falke Peregrinus). Av. Gildo Macedo Lacerda, 300, Bairro Braúnas, Pampulha. (31) 3447-6604 e (31) 99918-4169 (WhatsApp). Ter., 11h30/15h; qua. e qui. 11h30/0h; sex. e sáb, 11h30 à 1h; e dom., 11h30/17h.
Cc.: todos; tíq (apenas no almoço); wi-fi; estac.

TINTO GASTRONOMIA DESCOMPLICADA
A casa reúne dois climas – pub e bistrô – com a proposta de oferecer ambiente aconchegante e preços acessíveis. Comandado pelo chef Max Catolino, o restaurante prepara peixe com purê de couve-flor e vegetais na manteiga de alho, molho de laranja com mexilhão (R$ 40) e pici com ragu de pato (R$ 35). Entre as entradas, o cliente encontra a conchinita pibil (R$ 25), tacos com ragu de porco picante envoltos em chips de mandioca cobertos por sauer cream e guacamole. Vinhos custam de R$ 49 a R$ 79 (garrafa) ou R$ 10 (taça). Também serve chope – Backer pilsen (R$ 8) e Capitão Senra (R$ 10). Rua Tomás Gonzaga, 588, Lourdes. (31) 3582-3721. Ter. a sex., 17h/0h; sab., 12h/0h; dom., 12h/18h.
Cc.: todos; wi-fi; vin.

TOPO DO MUNDO
Os fondues fazem sucesso. Entre as opções há o de carne ao vinho (filé de boi, suíno e de frango); de queijo; o especial, para quem tem restrição à lactose, elaborado à base de fécula e broto vegetal; e os doces, de chocolate e frutas. O preço varia de R$ 60 a R$ 140 (duas pessoas). Quem preferir a imersão completa (queijo, carne e chocolate) paga R$ 250 (duas pessoas). Rua Senador Milton Campos, 145, Torre Alta Vila, Vila da Serra, (31) 3575-5545. Seg., 12h/15h. Ter a dom., 12h/0h.
Cc.: todos; tiq (Alelo e VR); wi-fi; ar; estac; vin.


Publicidade