" /> " /> " />
Publicidade

Estado de Minas

Alta rotatividade no McDonalds gera investigação do MPT


postado em 27/05/2016 13:00
http://www.em.com.br/app/noticia/direito-e-justica/2016/05/27/interna_direito_e_justica,828551/alta-rotatividade-no-mcdonald-8217-s-gera-investigacao-do-mpt.shtml

O Ministério Público do Trabalho recebeu denúncia oferecida pelo Sinthoresp (Sindicato dos trabalhadores de hotéis, restaurantes e similares), a respeito da alta rotatividade de trabalhadores no McDonald?s, requerendo que sejam investigadas as causas e danos decorrentes.

A rotatividade de funcionários é a frequência com que colaboradores entram e saem de uma empresa. O problema ocorre quando a rotatividade se torna alta, gerando custos de demissões e contratações e grandes prejuízos aos funcionários, causando desemprego. Vale lembrar que tal prática não é positiva para a empresa também, pois o emprego desta prática tira a chance de a organização criar um grupo coeso de trabalho, resultante na melhoria dos serviços prestados.

A Constituição Federal garante o direito ao trabalho como direito social:

Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.

Por meio de nota divulgada a imprensa, a empresa informou:

?Temos convicção do cumprimento da legislação, seguida pela companhia desde a abertura do seu primeiro restaurante brasileiro, há 37 anos. Em mais de três décadas de Brasil, a Arcos Dourados, maior franqueadora da marca McDonald?s no mundo, é uma das melhores empresas para se trabalhar no país e trata seus funcionários com ética e respeito. Tanto que suas práticas laborais são premiadas e reconhecidas por instituições respeitadas pelo mercado. Ao longo desses anos, a empresa já capacitou mais de 1,5 milhão de pessoas tanto para as funções operacionais, quanto para valores como trabalho em equipe, comunicação, liderança e hospitalidade. O investimento anual superior a R$40 milhões em treinamento possibilita que esses jovens tenham oportunidades de carreira e crescimento profissional e pessoal e rápido avanço salarial.

De todo modo, é essencial para que as empresas consigam manter seus funcionários ou evitar que eles se sintam insatisfeitos com o emprego, o oferecimento de estímulos como um bom ambiente de trabalho, salário justo, plano de carreira, dentre outros.

Também é indispensável que o funcionário se comprometa com suas funções, entretanto, é sempre válido ressaltar que quem se sente valorizado trabalha mais e melhor, pois enxerga reais razões para continuar a laborar naquele lugar.

Por fim, reputamos necessária, como forma de coibir tal prática, a aplicação de sanção na forma de dano moral coletivo decorrente da conduta empresarial do McDonalds.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade