Publicidade

Estado de Minas

AMR Industry Alliance: o relatório mostra que a Life Sciences Industry Alliance está tomando medidas para reduzir a resistência antimicrobiana, com mais novidades em breve


postado em 18/01/2018 04:45

Hoje, a AMR Industry Alliance lança o primeiro relatório que mostra o compromisso do setor de ciências da vida no combate à ameaça de resistência antimicrobiana à saúde pública (AMR ? antimicrobial resistance). A Alliance reúne mais de 100 empresas de biotecnologia, de diagnóstico, de medicamentos genéricos e produtos biofarmacêuticos de pesquisa, bem como associações comerciais de 20 países. O relatório foi compilado pela SustainAbility. Os dados e os estudos de caso reunidos no relatório da Alliance fornecem informações exclusivas sobre as medidas práticas que os membros estão tomando para responder à AMR nas áreas de pesquisa e ciência, acesso, uso apropriado e meio ambiente. O relatório apresenta dados sobre produtos pertinentes à AMR, incluindo agentes terapêuticos ou tecnologias que têm o potencial de tratar ou prevenir doenças infecciosas e/ou resistência ao combate, incluindo, por exemplo, antibióticos, vacinas, diagnósticos e novas abordagens para o tratamento da AMR. A Alliance mostra os esforços e o compromisso do setor para cumprir seu papel como um parceiro necessário e construtivo na busca de soluções sustentáveis para o combate da AMR.

?Este primeiro relatório é inovador por vários motivos", explica Thomas Cueni, presidente da Alliance. "É exclusivo visto que as empresas se comprometeram a agir juntas e a comunicar o seu progresso. É o primeiro agrupamento desta escala em todo o setor que foi configurado para responder à emergência da AMR?.

Este primeiro relatório de progresso agregou dados de 36 empresas das quatro categorias representadas na Alliance: todas as empresas biofarmacêuticas de pesquisa (11 de 11), metade das empresas de medicamentos genéricos (3 de 6), um terço dos membros de diagnóstico (5 de 15) e um quarto (17 em cada 68) das PME forneceram contribuições. A Alliance está empenhada em divulgar o progresso a cada dois anos. Também está dedicada a refinar sua abordagem para melhor abordar os desafios de os seus membros em responder a eles, para que possa alcançar uma maior participação do que a observada neste primeiro relatório.

Os dados apresentados fornecem uma visão considerável dos esforços do setor privado para a contenção da AMR e mostra que, "em geral, a adesão da Alliance já está ativa e contribui positivamente para o desafio da AMR embora haja um longo caminho a ser percorrido na participação total da Alliance e ganhos maiores contra a AMR", afirmou Denise Delaney da SustainAbility.

Pesquisa e ciência: O relatório confirma um amplo compromisso com a pesquisa por parte das empresas em 2016. Em 2016, foram dedicados pelo menos US$ 2 bilhões em P&D aos produtos relacionados à AMR. Esse é um número conservador, pois corresponde aos dados fornecidos por apenas 22 empresas. Esses investimentos abrangem os custos relacionados à P&D para a P&D em fase inicial, explorando novas classes de produtos, dez antibióticos em desenvolvimento clínico em fase avançada, 13 candidatos clínicos para vacinas bacterianas e 18 produtos de diagnóstico pertinentes à AMR, bem como outras terapias preventivas. A maioria das empresas da Alliance considerou os incentivos à P&D como "promissores, mas ainda longe de serem satisfatórios" ou "insuficientes em relação ao desafio".

Acesso: Embora grandes quantidades de medicamentos antimicrobianos, especialmente os antibióticos, sejam desperdiçados em pacientes e animais que não precisam deles, quase seis milhões de pessoas morrem a cada ano devido a infecções, porque não têm acesso a esses medicamentos. A Aliança oferece apoio à proteção da eficácia dos antibióticos, bem como a sua disponibilidade para todos os seres humanos, quando necessário.Mais de duas em três empresas da Alliance, pesquisadas com produtos para AMR comercializados, possuem estratégias, políticas ou planos em vigor que incluem princípios ou esforços para melhorar o acesso aos seus produtos pertinentes à AMR. Um número semelhante de empresas está envolvido no diálogo com as partes interessadas externas para melhorar o acesso aos seus produtos pertinentes à AMR. Muitas das empresas farmacêuticas da Alliance e das empresas biofarmacêuticas envolvidas em P&D com produtos pertinentes à AMR acreditam que é necessário mais trabalho para determinar como equilibrar o acesso em expansão com o uso apropriado, reduzir produtos falsificados e trabalhar com outras partes interessadas para tratar de problemas de acesso em países de renda baixa e média.

Uso apropriado: Mais de 80% de todas as empresas participantes estão envolvidas em atividades para apoiar o uso apropriado, enquanto que quase metade das empresas participantes possuem uma estratégia formal de uso apropriado. Quase 90% das empresas participantes e 70% daquelas com produtos comercializados pertinentes à AMR planejam atualmente reunir ou apoiar a coleta de dados de vigilância. Mais de metade das empresas participantes estão planejando, ou estão atualmente envolvidas, em atividades de educação de gerenciamento de forma direta ou em colaborativa. Esse número aumenta para 70% para as empresas com um produto comercializado pertinente à AMR. No entanto, é amplamente reconhecido que ainda há um longo caminho a ser percorrido, e o potencial de vacinas e diagnósticos ainda não foi totalmente explorado.

Fabricação e meio ambiente: As empresas da Alliance, em particular as que assumiram compromissos arrojados no Roteiro, estão tomando medidas para reduzir os possíveis impactos da fabricação de antibióticos para a AMR. Um terço das empresas da Alliance que produzem antibióticos atualmente possuem uma estratégia, política ou plano para abordar a questão da liberação de antibióticos em seus próprios efluentes de fabricação que podem contribuir para o combate da AMR. Três quartos delas antecipam a implementação de métodos de boas práticas para a redução do impacto ambiental da distribuição de fabricação até 2018, muito antes do objetivo de 2020. O relatório também apresenta uma estrutura comum redigida recentemente para gerenciar a distribuição de antibióticos nas cadeias de fornecimento da empresa.

Relatório de progresso:https://www.amrindustryalliance.org/progress-report/

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

Morgane De Pol
IFPMA
m.depol@ifpma.org
+41-223383220
ou
Kate O?Regan
Medicines for Europe
koregan@medicinesforeurope.com
+32-2-2392019
ou
Marie Petit
BEAM Alliance
marie.petit@beam-alliance.eu
+33-6-50-01-15-33
ou
Daniel Seaton
Biotechnology Innovation Organization (BIO)
dseaton@bio.org
+1.202.470.5207
ou
Danielle M. Blake
AdvaMed
dblake@advamed.org
+1-202-434-7233


Fonte: BUSINESS WIRE

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade