Publicidade

Estado de Minas

Estúdio Preto e Branco homenageia o Rio no Prêmio Mapping Challenge América Latina

Na noite do prêmio, o VJ Spetto, um dos maiores nomes em video mapping do continente, fará também uma apresentação especial para o público.


postado em 03/01/2018 17:45

(foto: Dino)
(foto: Dino)
A Epson realizará no próximo dia 11, no Rio de Janeiro, a edição brasileira do Prêmio Mapping Challenge América Latina. A partir das 20h30, cariocas e turistas poderão conferir, na fachada do Belmond Copacabana Palace, o show audiovisual ao ar livre criado pelo Estúdio Preto e Branco, equipe vencedora desta etapa do projeto.

O estúdio brasileiro nasceu em 1978 com a missão de criar e divulgar novas formas de comunicação para a cultura nos campos da fotografia, cinema e linguagens audiovisuais, e hoje é reconhecido por seu design sofisticado e uso de novas tecnologias. Associado ao ICOM (International Council of Museums) e membro do AVICOM (Committee for Audiovisual and New Technologies of Image and Sound), participa de festivais, congressos e workshops ao redor do mundo.

"Ser escolhido para participar do Prêmio Mapping Challenge é uma honra e confirma que nosso trabalho está sempre evoluindo na direção certa. Isso nos dá mais força para continuar buscando a plena satisfação do espectador em qualquer tipo de trabalho que façamos", comenta Murilo Celebrone, do Estúdio Preto e Branco.

A apresentação, que tem como tema "Rio de Janeiro - Uma Cidade Maravilhosa", homenageia esta que é uma das mais importantes cidades turísticas do mundo, visitada por milhões de pessoas todos os anos. A obra foi escolhida, ao lado de outras que serão apresentadas na América Latina, por um júri composto por Lars Sandlund, CEO da Dataton, Yasunori Ogawa, Diretor da Divisão de Operações de Produtos Visuais da Epson, e três grandes representantes das artes audiovisuais, Bart Kresa, Refik Anadol e o brasileiro VJ Spetto.

Na noite do prêmio, o VJ Spetto, um dos maiores nomes em video mapping do continente, fará também uma apresentação especial para o público.

A intervenção artística será possível graças à tecnologia a laser da Epson, que permite realizar projeções mapeadas de longa duração em superfícies e fachadas amplas como a do Belmond Copacabana Palace. A apresentação contará com oito projetores Epson Laser Pro L25000U operando simultaneamente, cada um deles com brilho 25.000 lumens. Os equipamentos foram oferecidos pela Infoview e pela Projetech, duas produtoras pioneiras na utilização dessa tecnologia.

O Prêmio Mapping Challenge América Latina foi criado para transmitir, por meio de projeções artísticas em espaços públicos, a riqueza cultural de oito lugares na América Latina: Chile, México, Peru, Equador, Colômbia, Costa Rica, Brasil e Argentina. Esses foram os países escolhidos para receber o projeto, que reúne a tecnologia de ponta em projetores de vídeo laser Epson com o talento de artistas audiovisuais e a riqueza das histórias locais em um show inovador e impactante.

#EpsonMapping

Website: http://www.epson.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade