Publicidade

Estado de Minas

Biomassa garante energia à indústria de móveis em Guarapuava (PR)


postado em 28/12/2017 14:30

Produzir energia a partir da biomassa faz parte do receituário da sustentabilidade e das preocupações ambientais, que costumam ser relacionadas ao futuro do planeta. Mas a novidade surge, de fato, quando uma ação desse tipo se articula a um sistema de produção industrial autossuficiente em termos energéticos.

É exatamente o que o Grupo Asperbras irá colocar em prática nos próximos meses com a usina de biomassa de Guarapuava (PR), que vai gerar eletricidade para alimentar uma fábrica de placas de MDF - material elaborado com fibras de madeira e usado na indústria de móveis. Detalhe: a energia será produzida a partir dos resíduos das fábricas de móveis e madeiras de florestas da região de Guarapuava (PR). "O resíduo das fábricas de móveis e madeiras de florestas, servem de biomassa para geração de energia em uma região impactada por fábricas de móveis. Contribuímos duas vezes na cadeia de produção", afirma o sócio do Grupo Asperbras José Maurício Caldeira.

Desenvolvimento do projeto

A Asperbras tem em seu plano de investimento projetos desenvolvidos para trabalhar com eucalipto, tal estratégia iniciou com desenvolvimento de florestas em fazendas da família dos acionistas na região de Água Clara ? MS e Três Lagoas onde o cultivo do eucalipto se tornou preponderante. A ideia inicial era fornecer eucalipto aos players de celulose que se instalaram na região. Após o estudo de viabilidade de negócios com a agregação de valor à produção, levou a um estudo sobre fabricação de MDF, que acabou por se desenvolver em Água Clara (MS). Contudo, dentre os projetos apresentados, havia o de geração de energia por biomassa. Surgiu a oportunidade de investimento em Guarapuava (PR), o que fez o Grupo refletir sobre a responsabilidade ambiental, e definir a aquisição de uma planta de geração de energia com base na biomossa de madeira. A potência dessa usina em Guarapuava é igual ao déficit de consumo na planta de MDF em Água Clara, aproximadamente 10 MW.

Capacidade energética

A unidade industrial em questão está prestes a entrar em funcionamento, em Guarapuava (PR). Ela irá processar o eucalipto, pinus e cavaco de madeira das indústrias localizadas na região de Guarapuava, centro-sul do Paraná. Os resíduos não aproveitados, como galhos, raízes, toras finas e a copa das árvores, serão utilizados como lenha para alimentar as caldeiras da usina, que tem capacidade de gerar 10 MW de energia elétrica.

Sobre o Grupo Asperbras

A Asperbras foi criada na década de 1980, oriunda de uma revenda familiar de implementos agrícolas com história desde 1966. Hoje está presente no Brasil, Congo-Brazzaville, Angola, Áustria, Uruguay e Portugal, sendo um grupo multidisciplinar que desenvolve projetos globais de comércio, tecnologia e industrialização.

Por princípio o Grupo Asperbras, acredita que suas maiores obras e seus melhores empreendimentos são aqueles que contribuem para melhorar a vida das pessoas e levar desenvolvimento econômico e social aos países onde está presente.

O Grupo atua em diversos segmentos da economia, da infraestrutura à tecnologia e emprega cerca de 5.000 pessoas pelo mundo. Suas expertises são: Programas de atendimento à Saúde, Tecnologia industrial, Indústria de PVC e Rotomoldagem, Agronegócio e sustentabilidade, Concessionária MAN-Volkswagen de ônibus e caminhões, Empreendimentos imobiliários, Geologia e mineração, Empreendimentos Imobiliários, Indústria de Alimentos, Painéis de Madeira Certificada.

Website: http://www.ecco.inf.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade