Publicidade

Estado de Minas

Curso Técnico em Agronegócio do SENAR fecha o ano com prêmio internacional e aplausos dos alunos


postado em 14/12/2017 16:00

(foto: Dino)
(foto: Dino)
Ser reconhecido como um dos cinco melhores programas de ensino a distância do mundo, já seria motivo suficiente para o Curso Técnico em Agronegócio, oferecido por meio da Rede e-Tec Brasil no SENAR, fechar o ano com chave de ouro. Porém há mais o que comemorar. Em pesquisa recente, 95% dos alunos e ex-alunos se revelaram satisfeitos com a formação profissional e basta uma rápida conversa para que apontem vários motivos.

"O curso é muito bom, conteúdo rico, material excelente, professores e tutores com larga experiência, abre à nossa frente um grande leque de opções de trabalho" ? afirma Viviane Almeida Gonçalves, mineira de Manhuaçu. A alagoana de Maceió Helcia Maria Janot, concorda inteiramente. "O curso foi um divisor de águas na minha formação, abriu minha mente tanto pelo conteúdo pedagógico quanto pelas aulas práticas. Ele me fez ter uma outra visão do campo". Em Maracaju, no Mato Grosso do Sul, Roberto Moretto faz eco às duas. "Essa formação técnica te ensina a tratar a fazenda como uma empresa e a ter mais lucro. E o curso também é bom porque não fica só na educação a distância, tem a parte prática".

A Rede e-Tec Brasil no SENAR foi criada em 2014, em uma parceria entre o Sistema CNA/Senar (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e o Ministério da Educação, para ampliar o acesso da população rural à educação formal. O Curso Técnico em Agronegócio começou a ser oferecido no primeiro semestre de 2015, inicialmente apenas em 18 polos de apoio presencial, concentrados em nove estados do País. Hoje já são 98 polos espalhados por 24 estados, com mais de 10 mil alunos matriculados e mais de 900 já tendo concluído o curso, com duração de dois anos.

Entre os melhores do mundo

Além da experiência acumulada pelo SENAR em mais de 25 anos atuando na capacitação e profissionalização da população rural, outro motivo sempre apontado pelos alunos para o sucesso do Curso Técnico em Agronegócio é sua metodologia híbrida, aliando a teoria a prática. Oitenta por cento das aulas são a disponibilizados pela internet. Os vinte por cento restantes da carga horária são presenciais, com aulas nos polos de apoio da rede, em propriedades rurais ou agroindústrias.

Durante o 23º Congresso Internacional de Educação a Distância a metodologia foi apresentada em um artigo que despertou grande interesse dos participantes. "Percebemos que o SENAR está conectado com as tendências mundiais da educação a distância" ? comenta a coordenadora de Educação Formal do Departamento de Inovação e Conhecimento do SENAR, Maria Cristina Ferreira. Tão conectado que conquistou um lugar entre os cinco melhores programas de ensino a distância do planeta, no maior evento mundial em Tecnologia para a Educação, o Learning Technologies Awards, realizado em Londres neste mês de dezembro, pela Boost Marketing. Concorrendo com outros 150 finalistas o brasileiro foi o único case vitorioso de um país em desenvolvimento. Para o diretor geral, Daniel Carrara, o reconhecimento demonstra que SENAR está no caminho certo.

A julgar pelos depoimentos dos alunos, caminho certo e com pontes que ampliam os horizontes, já que além de conquistar uma formação técnica, é muito comum que eles se tornem multiplicadores, contribuindo para disseminar novos conhecimentos pelo campo. Helcia Janot presta assistência técnica a agricultores familiares no sertão de Alagoas e conta que tem repassado a eles tudo o que aprendeu no Curso Técnico em Agronegócio. "Com o curso eu mudei toda a orientação que eu dava sobre a forma de plantio, comercialização e administração das finanças deles. E já tivemos resultados, a produção melhorou porque esses pequenos agricultores agora sabem o que e como plantar para não ter perdas".

O sul-mato-grossense Paulo Roberto trabalha em um escritório de contabilidade que atende produtores rurais e também passa adiante o que aprende no curso. "Estou sempre conversando com os clientes e agora os oriento melhor sobre como fazer uma boa gestão de custos, para saber o que estão gastando, quanto estão ganhando realmente, e não ficarem naquela falsa ilusão de que estão lucrando quando as contas estão empatadas".

Metodologia própria para o campo

Todo o conteúdo do Curso Técnico em Agronegócio está estruturado para facilitar o acesso de quem tem pouca ou nenhuma experiência com a educação a distância. Por isso combina diferentes tecnologias de aprendizagem, com aulas online, vídeos em CD/DVD e apostilas impressas, sem contar com a mais antiga estratégia pedagógica, as aulas presenciais. A metodologia torna o curso mais acessível a quem vive ou trabalha no campo, como é o caso de 57 por cento dos seus alunos.

No entanto, esse não é o caso de Viviane, a mineira que já está cursando o terceiro e penúltimo semestre do Curso Técnico em Agronegócio. Pedagoga, pós-graduada em Psicologia, mas atuando como supervisora de vendas em uma empresa de insumos agrícolas, decidiu fazer o curso do SENAR em função da atividade profissional mas também por ter não apenas um, mas os dois pés bem fincados no campo. "Meu pai tem fazenda, meus avós, toda minha família fez a vida no ramo do agronegócio. Cresci nesse meio. Mas a gente não entendia que na propriedade rural tudo pode e deve ser uma fonte de renda. Essa visão eu tive a partir do curso e me abriu a cabeça".

A formação técnica deu a Viviane segurança para, ao lado do marido, implantar um novo modelo de gestão nos negócios de seu pai, cafeicultor tradicional do Sudeste de Minas. "A gente já está montando planilhas para acompanhar o que é gasto com a lavoura para entender realmente o que é lucrativo ou não. Meu pai tem dois sítios e sempre misturou o orçamento. E agora estamos trabalhando para ter um controle muito bem organizado de cada um deles e para que cada um deles seja autossuficiente e rentável".

O Curso Técnico em Agronegócio do SENAR forma habilita profissionais com capacidade para atuar tanto em propriedades rurais como em empresas comerciais, estabelecimentos agroindustriais ou serviços de assistência técnica, extensão rural e pesquisa. Um mercado sempre em expansão e carente de pessoal qualificado.



Assessoria de Comunicação do SENAR
(61) 2109-4141
www.senar.org.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade