Publicidade

Estado de Minas

Qual o melhor momento para comprar dólar?

Não acredito que a compra da moeda em espécie seja a forma mais prática de investir em dólar, pois você corre o risco de pagar taxas de câmbio mais altas


postado em 05/12/2017 13:45

(foto: Dino)
(foto: Dino)
O Congresso dos Estados Unidos aprovou na última semana um pacote de cortes de impostos que afeta desde multinacionais a pessoas físicas. Porém, antes de ser sancionada, a reforma tributária proposta pelo presidente Donald Trump ainda depende de ajustes ? a expectativa é de que, com impostos mais baixos, o consumo das famílias aumente e, consequentemente, os juros subam por lá, fortalecendo o dólar. Diante desse cenário, surge o dilema: comprar ou não comprar dólar agora?

A verdade é que ninguém sabe se a cotação do dólar vai subir ou cair. Em geral, em momentos de incerteza, os investidores buscam segurança. Por isso, quanto maior a demanda pela moeda americana, maior será o seu preço. Mas é claro que os fatores econômicos e geopolíticos, assim como as ações dos bancos centrais, também influenciam no sobe e desce do dólar.

Para Walter Poladian (goo.gl/jBqZoH), planejador financeiro da Empiricus, sempre é bom ter ao menos 5% de dólar na carteira. "A recomendação é ter dólar como proteção para momentos de crise, e não como forma de especulação. A oscilação é grande e aleatória, logo, impossível de prever. Temos que nos basear em teses de longo prazo", diz.

COMO COMPRAR DÓLAR?

Há diversos tipos de investimentos com exposição a dólar (goo.gl/z8d8Gj). Entre as formas de investir na moeda americana, vamos falar de três: a compra em espécie, os fundos cambiais e a compra de ações exportadoras.

Veja como aplicar em cada uma delas.

PAPEL-MOEDA

É possível comprar a moeda americana em espécie em casas de câmbio ou corretoras. O investidor pode ligar, ou mandar e-mail para comparar as cotações e negociar o melhor preço. Alguns sites oferecem esse tipo de serviço online.


"Não acredito, porém, que a compra da moeda em espécie seja a forma mais prática de investir em dólar, pois você corre o risco de pagar taxas de câmbio mais altas, além da chance de perder ou ter as notas roubadas", diz o especialista da Empiricus (www.empiricus.com.br).

A compra em espécie também tem incidência de 1,1% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), spread e taxas em cada compra.

FUNDOS CAMBIAIS

Os fundos cambiais investem pelo menos 80% de suas carteiras em moedas estrangeiras. É a maneira mais simples e fácil de investir em dólar.

Mas, antes de entrar em um fundo de câmbio (goo.gl/YuQGwC), o investidor precisa pesquisar sobre a liquidez, as taxas de administração e o valor da aplicação inicial para cada fundo, que podem variar de R$ 1 mil a R$ 5 mil, por exemplo.

"Dê preferência às taxas de administração de no máximo 1% ao ano, que são facilmente encontradas nas corretoras independentes", diz Poladian, ao destacar que os fundos cambiais são a maneira mais conveniente de se expor ao dólar.

Nesse tipo de investimento existe a cobrança de Imposto de Renda, com alíquotas regressivas entre 22,5% e 15%. Também é preciso ficar atento às operações com menos de 30 dias, pois nesses casos será cobrado IOF. Ou seja, não é um investimento para o curtíssimo prazo.

AÇÕES DE EMPRESAS EXPORTADORAS

Investir em ações de empresas exportadoras é outra forma de investir e ganhar indiretamente com o dólar. Essas empresas (de papel e celulose, por exemplo) têm aumentos em suas receitas e lucros quando o dólar valoriza. Isso porque elas recebem em dólar e pagam suas despesas em real. Portanto, suas receitas são maximizadas quando a moeda americana se valoriza; o contrário também é verdadeiro ? os números da companhia podem ser prejudicados com a queda da cotação.

É possível ter bons resultados investindo nessas empresas, mas, antes de o investidor comprar papéis de exportadoras, é preciso analisar as perspectivas das companhias, do setor e das influências do cenário externo.

Para saber mais sobre dólar, acesse www.empiricus.com.br/cotacoes/dolar-americano/?XE-ME-DINO-X-X-X-REF-X-X


Website: http://www.empiricus.com.br/cotacoes/dolar-americano/?XE-ME-DINO-X-X-X-REF-X-X

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade