Publicidade

Estado de Minas

Alimentos que podem ser prejudiciais para saúde dos cães

?O chocolate é um dos alimentos proibidos para cães pois possui um composto tóxico que se chama teobromina?, afirma Sandra Nogueira


postado em 23/11/2017 10:45

São Paulo, novembro de 2017 ? Nos últimos anos, observamos cada vez mais as mudanças no relacionamento dos tutores com cães. Essa proximidade faz com que muitos queiram agradar seus pets e uma das formas mais comuns de agrado é oferecer petiscos, restos de comida ou alimentos humanos.

Cães e gatos possuem uma necessidade nutricional específica e a melhor opção para os pets é fornecer um alimento completo e balanceado, isso significa um alimento que tenha todos os nutrientes essenciais para a saúde deles.

Um outro ponto importante é saber que os cães e gatos também possuem suas particularidades nutricionais portanto devem receber alimentos diferentes. "Garantir que os animais recebam o alimento adequado para a sua espécie, em comedouros diferentes e na quantidade ideal, recomendada pelo médico-veterinário ou pelo guia de alimentação na embalagem é fundamental para a saúde dos animais" afirma médica veterinária Sandra Nogueira, da Hill"s Pet Nutrition.

Segundo Sandra Nogueira "os alimentos humanos dificilmente oferecem todos os nutrientes essenciais para os cães e gatos, como por exemplo a arginina que é um aminoácido indispensável para os pets e não é essencial para os humanos".

Alguns alimentos que são inofensivos para os humanos podem causar problemas gastrintestinais, ou problemas mais sérios como, doenças renais podendo inclusive levar o animal a óbito em situações mais graves.

Exemplos de alimentos proibidos para cães

"O chocolate é um dos alimentos proibidos para cães pois possui um composto tóxico que se chama teobromina", afirma Sandra Nogueira. Os efeitos tóxicos dependem da dosagem, tamanho do animal e teor dessas substâncias no alimento. Em relação as manifestações clínicas podem ocorrer distúrbios gastrintestinais, cardiotóxicos levando à convulsão e/ou morte. Na época da Páscoa não é raro observarmos animais hospitalizados devido a ingestão de chocolate, portanto, nos períodos de comemorações os cuidados devem ser redobrados.

Temperos como alho e cebola, comumente utilizados na alimentação humana, também representam perigo para os cães, seja qual for a maneira de administração (cru, desidratado ou cozido). Esses ingredientes possuem, respectivamente, dissulfeto de alipropila e tiossulfato, substâncias podem ocasionar vômitos, diarreia, fraqueza e anemia em cães.

Outros alimentos que devem ser evitados para cães adultos são os derivados de leite. Os filhotes deverão receber o leite materno durante toda a fase de amamentação, porém, após essa fase, ocorre uma diminuição da lactase (enzima que digere o leite) e os animais passam a ter uma digestão prejudicada. Alguns cães podem apresentar casos de dores abdominais, náuseas e diarreia se receberem leite ou derivados após o desmame.

No Brasil, temos uma variedade muito grande de frutas e algumas podem ser tóxicas para cães. "As frutas possuem frutose, proteína, gordura, fibras, vitaminas e minerais, portanto, temos que se atentar na quantidade oferecida pois, na maioria, são bem calóricas e podem colaborar com o ganho peso desses animais" afirma Sandra. A uva e uva passa são alimento muito tóxicos podendo até levar ao óbito devido a problemas renais em cães.

Sandra alerta também que os petiscos industrializados devem ser oferecidos em quantidades controladas em poucos momentos do dia, pois quando ofertados a todo momento, podem colaborar com o ganho de peso.

"Os petiscos não devem ultrapassar 10% da necessidade energética diária. O melhor momento de dar o petisco é quando seu pet tiver um bom comportamento. Oferecer o petisco sem motivo ou para repelir um comportamento indesejado, como fazê-lo parar de latir, só vai fazer com ele lata mais para ganhar mais petiscos e, consequentemente, ganhar peso", afirma.

Confira aqui uma lista de alimentos que são tóxicos e podem prejudicar a saúde do seu cão:

- Chocolate;
- Cebola e Alho;
- Produtos lácteos;
- Uvas e uvas passas;
- Nozes de macadâmia;
- Pêssego, ameixa e caqui;
- Abacate;
- Álcool;
- Café;
- Ossos de frango, por serem cortantes;

Sobre a Hill"s Pet Nutrition

A Hill's Pet Nutrition dá seguimento à tradição em cuidados com os animais iniciada em 1939 por um veterinário notável. Nossos alimentos Prescription Diet? e Science Diet? oferecem a mais alta qualidade em nutrição para cães e gatos que existe. Estamos fazendo diferença na vida das pessoas e de seus animais no mundo inteiro.

As linhas de alimentos da Hill's? surgiram em 1939. O Dr. Mark L. Morris Sr. acreditava que certas doenças de animais de companhia poderiam ser tratadas por meio de uma nutrição cuidadosamente elaborada. Suas ideias foram visionárias na medicina veterinária, e ele logo pode comprovar sua teoria.

Um jovem cego, chamado Morris Frank, perguntou ao Dr. Morris se alguma coisa poderia ser feita para ajudar seu cão-guia, Buddy, que estava com alterações renais. O resultado do esforço do Dr. Morris foi a formulação nutricional do que viria a ser o primeiro produto terapêutico da linha Hill's Prescription Diet e o primeiro alimento de animais de companhia no mundo desenvolvido para a saúde renal. Pouco tempo depois, a Hill's Pet Nutrition foi fundada e o campo da nutrição terapêutica ganhou vida. Aquele primeiro alimento terapêutico evoluiu para Hill's? Prescription Diet? k/d?, que é vendido até hoje.



Website: http://www.hillspet.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade