Publicidade

Estado de Minas

Como funciona a compra e venda de milhas aéreas fora das companhias


postado em 21/11/2017 10:30

(foto: Dino)
(foto: Dino)
Viajar é qualidade de vida e está entre as principais metas anuais dos brasileiros. Poder aproveitar o tempo de férias conhecendo lugares novos e, de preferência, hospedado em um hotel confortável, tem se tornado muito mais do que um sonho de consumo e se transformado em uma realidade. Famílias que antigamente não tinham condições financeiras de fazer uma boa viagem, agora encontram essa possibilidade através de diversas medidas de economia e, no fim das contas, a possibilidade depende da capacidade de organização do turista e também da disponibilidade para se fazer pesquisas na internet.

Os programas de fidelidade também são exemplos de formas que as companhias aéreas encontraram de incentivar os seus clientes a viajar mais e a mantê-los longe da concorrência. Afinal, os programas de fidelidade concedem pontos que podem ser trocados por passagens aéreas. Porém, o cliente só consegue juntá-los de forma eficiente se permanecer fiel a uma só companhia. Além dos voos e clubes fechados dentro das próprias companhias, cartões de crédito também permitem o acúmulo de pontos que podem ser trocados por milhas de viagens e até produtos em empresas parceiras.

Prós e contras dos programas de fidelidade

Embora a concessão de pontos seja uma realidade, nem sempre é viável do ponto de vista do cliente. Afinal, é importante considerar que ele precisa manter-se fidelizado a uma só companhia, ainda que tenha outras ofertas interessantes da concorrência que poderia aproveitar, como é o caso de promoções-relâmpago. Fidelizar-se a muitos programas de fidelidade é absolutamente inviável e acarreta pouco acúmulo em várias companhias, o que dificilmente poderá trazer benefícios reais.

Assim, o cliente poderá aproveitar estes benefícios se tiver condições de investir em suas viagens, seja entrando em algum clube dentro da companhia que exige pagamento de mensalidade, juntando os pontos do cartão de crédito ou mesmo viajando para acumular mais e utilizá-los em uma viagem mais cara. Os programas de fidelidade ainda possuem mais uma desvantagem: estipulam data de validade para as milhas. Isso significa que, mesmo com o acúmulo em quantidade compatível com a troca pelo bilhete, o cliente precisará utilizá-las dentro do prazo definido ou perderá todo o seu benefício.

A solução e o exemplo da Central Milhas

Embora as companhias não colaborem exatamente com o fim de ajudar o cliente a economizar, há muitas empresas que nascem pensando exatamente nisso. Nesse contexto, surgiu no mercado a possibilidade de comprar e vender milhas aéreas. Como referência, é válido utilizar o exemplo da Central Milhas para apresentar o modo como a empresa trabalha e pode ajudar aquele cliente que deseja aproveitar ao máximo os recursos que possui.

A Central Milhas é uma empresa especializada em transacionar milhas entre clientes. Supondo que o cliente possui uma quantidade de milhas e não pretende viajar antes de sua expiração, poderá vendê-las à empresa, que as utilizará para emitir passagens a preços competitivos para outros clientes que desejam viajar por um preço camarada e que não são vinculados a nenhum programa de fidelidade. Através do site Central Milhas é possível solicitar a cotação, inserindo os dados que a empresa pede e o e-mail de contato. Em seguida, basta aguardar o resultado.

Caso o cliente deseje vender suas milhas, deve enviar o número de sua conta bancária para depósito, que será o primeiro passo da transação. Depois que estiver com o valor negociado em sua conta bancária é que irá passar seu acesso para que a empresa utilize as suas milhas. A Central Milhas assume qualquer risco que, eventualmente, venha a ocorrer na transação. É uma forma prática, rápida e eficiente de utilizar um recurso (as milhas, no caso) que deve ser propriedade do próprio cliente que trabalhou pela sua acumulação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade