Publicidade

Estado de Minas

Retomada da atividade econômica impulsiona a venda de imóveis e startup chega ao mercado imobiliário para ser o marketplace do corretor


postado em 17/11/2017 17:30

(foto: Dino)
(foto: Dino)
São Paulo ? A retomada da atividade econômica proporcionada pelo cenário de retração dos índices de inflação entre outros dados macroeconômico positivos como os relacionados ao emprego, tem impulsionado o mercado imobiliário, que já vê sinais dessa retomada nos indicies de venda. Houve incremento de 73% no volume de unidades residenciais novas vendidas em Agosto de 2017 em relação ao mesmo mês do ano anterior segundo o Secovi-SP (Sindicato da Habitação), e é 50,6% maior em relação a Julho.

Mas quem já procurou por um imóvel para comprar ou está tentando encontrar um e teve de tratar com um corretor diferente em cada empreendimento, sabe como essa experiência pode ser difícil. Ter de oferecer os dados, falar sobre as necessidades e capacidade financeira, além de perder horas em cada uma dessas visitas tornam a experiência de compra bastante ruim.

Diante desse cenário, os amigos Anderson Gottardi e Paulo Araújo decidiram criar a Plataforma de Vendas. Uma srtart-up focada em simplificar a comercialização de imóveis, conectando o corretor diretamente ao estoque das construtoras, sem imobiliária. Diferente de portais de anúncios ou mesmo das imobiliárias tradicionais, inspirada nos modelos de inovação do Uber e Airbnb, a Plataforma de Vendas possibilita que qualquer corretor venda os imóveis em estoque das incorporadora através do site e aplicativo.

Um novo jeito de vender
Segundo Araújo, o CEO da empresa, a experiência de comprar imóvel no Brasil é muito ruim porque as grandes imobiliárias não investiram em tecnologia, seus processos são obsoletos e não há treinamento para requalificar o corretor de imóveis que é um profissional autônomo difícil de gerir. Além disso a informação fica concentrada, por mais eficiente que seja um profissional de vendas, a dificuldade de acesso a informação e a forma heterogenia de atuação do segmento dificultam seu trabalho. "Acreditamos na democratização da informação, na requalificação através do entendimento do perfil de cada vendedor e cliente, em usar a tecnologia para redefinir processos, torná-los mais inteligentes", afirma.

A Plataforma permite que o corretor de imóveis tenha acesso aos valores reais de comercialização, disponibilidade de unidades entre outras informações de cada empreendimento. A partir daí, basta simular a proposta de seu cliente no site. A empresa também cuida da aprovação do crédito do cliente, um facilitador importante explica Araújo.

Ao todo são mais de 700 empreendimentos e 20 mil imóveis disponíveis. O objetivo dos sócios é disponibilizar 100% do estoque de imóveis da região metropolitana de São Paulo, mas há planos de expansão dos negócios para as regiões metropolitanas de Campinas, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Mercado
A queda da taxa de juros e a diminuição dos estoques das construtoras tem impulsionado o mercado imobiliário. Para Araújo, houve um período de baixo volume de lançamentos que proporcionou essa diminuição, além disso a acomodação dos preços já aconteceu. "Entendemos ser o melhor momento para a compra do imóvel".

O perfil dos imóveis também mudou e continuará mudando explica, apartamentos menores próximos aos centros econômicos e empresariais, ou que estejam próximos ao metro ou aos eixos de transporte, facilitando ou possibilitando menor necessidade de deslocamento são as maiores demandas. Por consequência do plano diretor mais restritivo inclusive, a oferta de imóveis maiores com duas ou mais vagas de garagem serão bastante restritas e o preço deve subir, completa.


Website: http://www.plataformadevendas.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade