Publicidade

Estado de Minas

Economize: 4 motivos para você trabalhar em um coworking e driblar a crise


postado em 16/11/2017 15:00

(foto: Dino)
(foto: Dino)
Em tempos de crise é preciso ser cirúrgico na hora de direcionar esforços e investimentos.
Diante de um cenário econômico nacional tão desfavorável, muitas empresas vêm diminuindo
recursos, cortando pessoas e apelando para as já tão conhecidas alternativas de quem precisa
reduzir gastos para não fechar as portas.

Na contramão desse mundo onde, aparentemente, não há mais espaço para se crescer, os coworkings vêm ganhando espaço no coração e na mente daqueles que conseguem vislumbrar saídas alternativas para os momentos de recessão. Proprietário da Colmeia Carioca, um espaço de coworking no coração de Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro, Alexandre Xavier apresenta quatro razões que tem motivado os "coworkers" a vencerem o ceticismo de compartilhar o espaço de trabalho com outros profissionais ou empresas:

1. Menor custo
Duas palavras que definem bastante bem as grandes capitais: "especulação imobiliária" ? e isso vale, inclusive, para os imóveis comerciais. Com um espaço tão reduzido nas áreas centrais das cidades, se tornou muito mais inteligente saber agregar grupos que têm interesses comuns em uma área que ofereça, além de espaço, os recursos necessários para o cotidiano de trabalho. "Ao reunir em diversas salas diferentes desde empresas, a empreendedores e coworkers, eliminam-se todos aqueles custos de alugueis, contas e outras burocracias (necessárias) a se ter um estabelecimento em funcionamento. Você basicamente paga o investimento na sua sala (pelo tempo que julgar necessário) e ainda ganha uma série de benefícios com isso", avalia Alexandre.

2. Networking que abre portas
Estar localizado em um ambiente onde há um hub de outras empresas com mentalidade similar à sua é, no mínimo, estratégico. Imagina precisar de um parceiro para determinado projeto e descobrir que ele está a apenas duas portas de distância da sua? "Cultivar esses contatos é uma maneira que os coworkers tem encontrado para encurtar caminhos e encontrar soluções práticas e inteligentes para seus negócios", afirma o proprietário do coworking carioca, que promove eventos entre as empresas "residentes".

3. Eventos que aproximam pessoas e ideias
Aliás, é bastante comum o próprio estabelecimento promover eventos de "get together" entre os usuários de salas. Na opinião de Alexandre, essa é uma prática muito saudável: "Esses encontros proporcionam chances de troca com pessoas que estão lado a lado cotidianamente e que talvez não tenham a chance de se conhecerem". Além disso, muitos espaços de coworking também contam com newsletters internas ou murais para divulgação de avisos e contatos, o que facilita, e muito, esse diálogo.

4. Praticidade no cotidiano do trabalho
Imagina ter de lidar com troca de lâmpada, conserto de mesa, ajuste de algum aparelho que parou de funcionar, além de ter de tocar o próprio negócio? Certamente não é uma tarefa fácil. No entanto, o fato de ter alguém que fique a frente dessas questões rotineiras e que ainda seja capaz de fornecer uma área de copa com geladeira, micro-ondas, café, água, bem como outros itens necessários ao dia a dia, facilita (e muito) a vida de quem precisa estar focado no andamento da própria empresa. "Poder focar no negócio enquanto a gente cuida da infraestrutura é uma das principais vantagens que nossos coworkers citam ao optarem por esse formato de escritório", revela Alexandre.

Website: http://colmeiacarioca.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade