Publicidade

Estado de Minas

Coaching: como você se vê daqui a cinco anos

?Não queira resultados diferentes fazendo as mesmas coisas". Albert Einstein


postado em 14/09/2017 15:45

(foto: Dino)
(foto: Dino)
Estimular a autoconfiança, desenvolver habilidades, alcançar metas, são desejos da maioria das pessoas e profissionais. Para ajudar nesse processo o Coaching tem papel importante, principalmente nesse momento de incerteza que atravessa o país e vem ganhando cada vez mais adeptos para aplicá-lo (Coach) e "recebê-lo" (coachee - clientes).

Estudos apontam que a procura pelo Coaching vem crescendo. O mercado conta com 53 mil profissionais no mundo e movimenta US$ 2,3 bilhões, segundo a última pesquisa realizada pela International Coach Federation (ICF). Na América Latina, 4 mil especialistas exercem a atividade profissionalmente. Nos Estados Unidos há 40 coaches para cada 1 milhão de pessoas. Já no Brasil, apesar de estar em crescente evolução, a proporção ainda é tímida, são 6 coaches para cada 1 milhão.

Um dado que contribui para constatar a importância do Coaching, pode ser percebido na pesquisa realizada pela Elancers com a participação de 2.290 pessoas no Brasil através do site de empregos Vagas Online, que aponta que 91% dos entrevistados estão insatisfeitos com o trabalho. Os principais motivos são a falta de reconhecimento profissional e insatisfação pessoal com o trabalho que somam 67% e apenas 12% estão associados a salário e benefícios.

Para alguns especialistas a preocupação com o futuro próximo, desperta uma reflexão e autoavaliação, tanto no aspecto pessoal como no profissional. Como destaca Carla Béck, Master Coach e diretora da Infinita EPH, em entrevista concedida esse mês ao Portal PME NEWS, sob o mesmo tema que aplicamos aqui: "Como você se vê daqui a cinco anos?"

"Independentemente, de onde se encontra, tenha clareza de quais os motivos que te levaram a estar na situação onde se encontra hoje. O que você fez bem? O que precisa fazer melhor? O que precisa deixar de fazer? Aceite os desafios que a vida te apresentou até agora. Quais os seus aprendizados? O que precisa valorizar? Assuma as suas escolhas, pois foram elas que te trouxeram até onde você está hoje."
Carla Béck


Website: www.pmenews.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade