Publicidade

Estado de Minas

A GSMA pede que Comissão adote uma abordagem neutra com relação à tecnologia no desenvolvimento do Sistema de Transporte Inteligente Cooperativo da UE


postado em 14/09/2017 14:45

A GSMA pediu hoje que a Comissão Europeia mantenha o mercado europeu sem restrições para tecnologias de celulares para uso em veículos conectados. A UE planeja lançar um Sistema Cooperativo de Transporte Inteligente (C-ITS) em 2019 e pretende tornar o 802.11p, um sistema de comunicação de veículos de curto alcance, o padrão para mensagens relacionadas à segurança entre veículos, restringindo a solução mais avançada veículo para tudo (C-V2X) de celular, que está prevista para entrar no mercado em 2019.

À medida que a União Europeia desenvolve o complexo C-ITS, tanto a Comissão Europeia quanto um grupo de estados membros da UE tendem a favorecer o 802.11p, um sistema de comunicação veicular de curto alcance, que está em desenvolvimento nos últimos 15 anos e não é compatível com outras tecnologias.

No seu novo documento de posição intitulado ?Safe and Smarter Driving: the Rollout of Cellular V2X Services in Europe?, a GSMA pediu que a Comissão Europeia adote uma abordagem tecnológica neutra no desenvolvimento do C-ITS da UE e apela aos legisladores europeus que permitam que o mercado decida qual tecnologia deve prevalecer. O complexo ecossistema C-ITS europeu deve ser desenvolvido em uma base tecnológica ideal para permanecer sustentável ao longo do tempo e também maximizar os benefícios do investimento futuro no 5G.

Falando no Salão do Automóvel de Frankfurt, o diretor da GSMA Europe Afke Schaart disse: ?A tecnologia de celulares para conectar carros é simplesmente mais avançada e rápida do que o 802.11p. Isso permitirá que os fabricantes de equipamentos de automóveis reduzam a complexidade ao ter um único módulo de comunicação no veículo. A Comissão precisa manter o mercado aberto em vez de restringir a tecnologia C-V2X?.

A tecnologia C-V2X foi padronizada em junho de 2017 e ganha força no mercado entre os principais fabricantes de automóveis, incluindo a BMW e a Audi. Espera-se que a tecnologia esteja comercialmente disponível no próximo ano. Além disso, a tecnologia C-V2X será capaz de sustentar os usos presentes e futuros da tecnologia conectada no setor automotivo, incluindo a direção autônoma.

Esses chipsets são a porta de entrada para a era 5G, em que a conectividade está configurada para revolucionar o transporte com automóveis autodirigidos, em última instância, assumindo as ruas do mundo inteiro. Em contraste, a tecnologia autônoma isolada do 802.11p terá dificuldade em evoluir dentro das redes 5G e pode ser um grande revés para a Europa na corrida global pela a liderança do 5G.

O documento, ?Safe and Smarter Driving: the Rollout of Cellular V2X Services in Europe?,

está disponível em: https://www.gsma.com/gsmaeurope/resources/postions-reports-publications/eu-intelligent-transport-system/.

-FIM-

Sobre a GSMA

A GSMA representa os interesses das operadoras móveis em todo o mundo, unindo cerca de 800 operadores com mais de 300 empresas no ecossistema móvel mais amplo, incluindo fabricantes de celulares e dispositivos, empresas de software, fornecedores de equipamentos e empresas de Internet, bem como organizações em setores industriais adjacentes. A GSMA também produz eventos líderes do setor, como o Mobile World Congress, o Mobile World Congress de Xangai, o Mobile World Congress das Américas e conferências do Mobile 360 Series.

Para mais informações, acesse o site corporativo da GSMA em www.gsma.com. Siga a GSMA no Twitter: @GSMA, @GSMAPolicy.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

GSMA
Olivier Lechien, diretor de PR, Europa
+32 479 99 01 63
olechien@gsma.com
ou
Assessoria de Imprensa da GSMA
pressoffice@gsma.com


Fonte: BUSINESS WIRE

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade