Publicidade

Estado de Minas

Hines confirma reação do mercado logístico em Manaus

Fomos pioneiros na oferta de empreendimentos logísticos e industriais eficientes e de qualidade. Ainda hoje não há similares na cidade


postado em 12/09/2017 11:00

(foto: Dino)
(foto: Dino)
Dando sequência à sua série de empreendimentos logísticos classe A, em Manaus, a Hines inaugurou em 2016 o Distribution Park Manaus III, investimento de R$ 300 milhões. Com 133 mil m², esse é o maior dos três condomínios que totalizam 307 mil m² de área construída na capital amazonense. O DP Manaus III acaba de conquistar o Prêmio Master Imobiliário 2017, na categoria Empreendimento ? Parque Logístico/Industrial. O diretor Steven Mathieson recebeu o prêmio em nome da Hines, durante a festa na noite de ontem (30), no Clube Atlético Monte Líbano, em São Paulo, entregue por Joaquim Ribeiro, presidente da Fenaci - Federação Nacional dos Corretores de Imóveis. Esta é a 23ª edição do Master Imobiliário concedido pela Fiabci-Brasil (Federação Internacional Imobiliária) e Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

A iniciativa da Hines, em Manaus, teve início em 2007, para atender a necessidade de galpões industriais e logísticos do parque fabril da cidade, que supera 500 empresas. Boa parte delas é constituída por multinacionais e brasileiras de grande porte que, naquele momento, dispunham apenas de galpões obsoletos. "Fomos pioneiros na oferta de empreendimentos logísticos e industriais eficientes e de qualidade. Ainda hoje não há similares na cidade", diz Mathieson, acrescentando que são operados no sistema de condomínio gerenciado pela Hines e destinados à locação.

O sucesso alcançado pelos galpões da Hines é mensurável: assim que inaugurados, os Distribution Parks I e II foram locados integralmente, alcançando 100% de ocupação ininterrupta por anos. "A partir de 2015, com o aprofundamento da crise econômica do país, houve algumas devoluções de módulos e o DP Manaus III está parcialmente ocupado. Mas, já há alguns meses, o setor industrial está se recompondo e vão sendo retomadas as locações, em ritmo superior ao dos demais mercados", conta. Num novo ciclo de expansão, as indústrias de Manaus vão precisar de espaço para ampliar o volume de produção nas suas plantas, deslocando para os centros logísticos da Hines o armazenamento de produtos acabados.

Alta performance

Projetados e construídos com o mesmo padrão dos empreendimentos da Hines em São Paulo e Rio de Janeiro, os Distribution Parks de Manaus diferem apenas na infraestrutura preparada, também, para ocupação industrial. "É o caso das estações de tratamentos de efluentes (ETEs) e do fornecimento de energia mais robustos", comenta Mathieson. Ele se refere às instalações elétricas que propiciam a interligação em média tensão entre os módulos, caso o inquilino alugue dois ou mais, inclusive com uma única medição via concessionária. Essa infraestrutura também permite a ocupação mais rápida pelo locatário, dispensando adaptações. As subestações são maiores e dispõem de espaço físico para acréscimo de potência com a instalação de transformadores extras.

Os Distribution Parks Manaus são dotados de moderno sistema de prevenção e combate a incêndio. São sprinklers, hidrantes e extintores portáteis, além de circuito interno de TV, circuito de alarme perimetral e sistema de portaria com controle de segurança. Tudo monitorado por uma central de segurança do condomínio. "Esses recursos reduzem o valor dos seguros contratados pelos inquilinos", observa.

Recursos sustentáveis

O projeto do Distribution Park Manaus III embarca soluções sustentáveis que resultam em 30% de economia no consumo de energia para os inquilinos. Um dos recursos empregados foi a iluminação natural dos galpões, através de telhas prismáticas que ainda protegem o interior da incidência direta da radiação solar. No telhado, foi instalado sistema que aplica uma camada de borracha sobre a telha metálica. Tem a função de reduzir a probabilidade de infiltrações, o que já se comprovou como excelente solução para a cidade de Manaus, onde predomina elevado índice de chuvas.

Essa providência somada às seis trocas de ar/hora garante bem-estar e eleva a produtividade dos funcionários. "A cidade é muito quente, quando lá fora atinge 40 ºC, a temperatura interna nos galpões é muito menor, mesmo sem o uso de ar condicionado", comenta. O empreendimento recebeu sistema de captação e tratamento de águas pluviais, aproveitada nos sanitários, mictórios, irrigação das plantas em torno do condomínio e limpeza das áreas comuns. A economia gerada chega a 25% do consumo de água.

Dados DP Manaus III

O Distribution Park Manaus III está localizado no Distrito Industrial da cidade, junto das principais indústrias, a 4 km dos portos e a 14 km do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. São três galpões que totalizam área de 133 mil m², com módulos que variam de 3.440 mil m² a 7.440 mil m². Conta com 120 docas para carga e descarga com sistema de niveladoras eletromecânicas, 152 vagas para carretas e 403 vagas para carros, além de 116 vagas conversíveis que podem ser utilizadas para estacionamento de carros, carretas ou convertidas em docas adicionais.

Sobre a Hines

A Hines é uma empresa privada voltada para investimentos imobiliários, desenvolvimento e gerenciamento de propriedades. No seu portfólio estão 1.206 propriedades que representam, aproximadamente, 36 milhões m² de edifícios comerciais, áreas de uso múltiplo, industriais, hotéis, além de grandes projetos de comunidades e desenvolvimento urbano.

No mercado imobiliário brasileiro desde 1998, a Hines está presente em São Paulo, Rio de Janeiro e Amazonas. Já desenvolveu mais de 2,4 milhões m² de edifícios comerciais classe A, galpões industriais e edifícios residenciais, além de gerenciar mais de 1 milhão m² de propriedades próprias e de terceiros.

Website: https://www.hines.com/properties/distribution-park-manaus-ii-manaus

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade