Publicidade

Estado de Minas

Economia Circular e Cidade Sustentável serão abordados em um dos maiores eventos sobre reciclagem do país


postado em 24/08/2017 10:30

(foto: Dino)
(foto: Dino)
O símbolo da reciclagem é formado por três setas, fazendo referência a um ciclo: a primeira seta representa a indústria, que fabrica um produto; a segunda faz menção ao consumidor, que consome este produto; a terceira seta representa o retorno do produto ao ciclo produtivo, revalorizado por meio da reciclagem. Esse deveria ser o ciclo natural de todo produto, mas ainda está longe de ser uma grande realidade. Atualmente, 250 mil toneladas de lixo são produzidos no Brasil, mas dos 30% que poderiam ser reaproveitados desse material, apenas 3% são destinados à reciclagem, o que representa uma grande perda, já que R$ 200 milhões poderiam ser gerados com o aumento da reciclagem de resíduos somente no estado do Ceará, segundo o Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais no Estado Do Ceará - SINDIVERDE-CE. Visando mostrar essa realidade e as oportunidades de negócio que giram em torno dela, a Dinâmica Feiras e Eventos e o SINDIVERDE-CE realizam a 7ª edição da Feira Recicla Nordeste ? Feira da Reciclagem, Sustentabilidade e Meio Ambiente nos dias 23 e 24 de agosto, no Shopping RioMar Fortaleza (R. Des. Lauro Nogueira, 1500 - Papicu). O acesso ao evento é gratuito e são esperados cerca de 2 mil visitantes.

Neste ano, o evento reinventa-se baseado em dois pilares principais: a Economia Circular e a Cidade Sustentável. O primeiro é a área da Recicla Nordeste disposta em formato que visa mostrar aos visitantes as formas de reciclagem e utilização de diversos materiais, tais como eletro-eletrônicos, madeira, metais ferrosos, metais não ferrosos, papel, papelão, plásticos, pneu, óleo, resíduos da construção civil, tecido, vidros, dentre outros, de forma interativa e com ações do cotidiano, promovidas por empresas ambientalmente responsáveis e com foco na sustentabilidade.

O outro pilar da feira nesse ano é a Cidade Sustentável, local onde serão apresentados por empresas e órgãos governamentais produtos, serviços, tecnologias e soluções para a sustentabilidade no ambiente urbano com o objetivo de promover negócios e a sustentabilidade em sua total abrangência.

Paralelamente à Feira, acontece o Seminário de Reciclagem, Sustentabilidade e Meio Ambiente com palestras técnicas e de cunho educacional, com dois focos distintos e complementares, a gestão ambiental e a formação de uma cultura de sustentabilidade.

Além disso, a Recicla Nordeste realiza, em sua solenidade de abertura, a entrega do Troféu Recicla Nordeste, conferido a três personalidades que fazem a diferença no setor da sustentabilidade no estado do Ceará. Nesta edição, serão homenageados o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e os empresários Ricardo Cavalcante e João Carlos Paes Mendonça.

"O nosso objetivo principal com a Recicla Nordeste é disseminar a cultura da Sustentabilidade, por meio de empresas expositoras e do Seminário, incitando assim a geração de negócios na área da reciclagem", ressalta o diretor-presidente da Dinâmica Feiras e Eventos, Sérgio Resende. "As cadeias produtivas envolvidas com o lixo poderiam gerar bem mais. O Brasil perde, anualmente, cerca de R$ 8 bilhões com lixo não reaproveitado. Essas oportunidades, no entanto, precisam ser melhores conhecidas e é justamente nisso que a Recicla Nordeste focará", ressalta Resende.

Diversos parceiros de peso estão presentes nesta 7ª edição da Recicla Nordeste. O Sistema FIEC é patrocinador do evento. E a feira é apoiada pelo Sebrae-CE, SEUMA (Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente), SEMA (Secretaria Estadual do Meio Ambiente), SDE (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico) e Agência do Desenvolvimento do Estado do Ceará (ADECE).

A Recicla Nordeste envolve uma vasta gama de setores e é voltada para um público amplo, como gestores ambientais; cadeia produtiva da sustentabilidade; compradores de matéria-prima secundária; compradores de resíduos recicláveis; indústrias geradoras de resíduos recicláveis, seja matéria-prima ou produto final; representantes do poder público e privado que buscam soluções para os resíduos coletados por meio dos sistemas de limpeza pública e gerenciamento de resíduos urbanos e industriais; estudantes de áreas afins; além de demais interessados no setor.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade