Publicidade

Estado de Minas

Famílias podem receber até R$ 9.646 com o Cartão Reforma para realizar obras em suas casas


postado em 23/08/2017 13:00

No mês de julho deste ano o governo divulgou as novas regras para o programa que irá ajudar as famílias mais pobres que querem reformar ou ampliar a sua casa. Através de um cartão estas famílias terão acesso ao valor de até 9.646 reais, que não é empréstimo. O valor não precisará ser devolvido ao governo, a intenção do subsídio é beneficiar a população de baixa renda que não tem condições de reformar suas residências.

Com o decreto, o programa Cartão Reforma abrange a família que possui renda abaixo de 2.811 reais por mês, e que preencha alguns outros requisitos. O valor irá depender do tipo de reforma idealizada e de como a família está composta, ter disponível a mão de obra e ferramentas para realizar a reforma, morar no imóvel, que ele esteja localizado na cidade escolhida pelo governo e mais especificamente no bairro que a prefeitura da cidade indicou. O solicitante deve ser também maior de idade.

As reformas ou ampliação receberão o benefício conforme as indicações das regras e os valores variam de acordo com a complexidade da obra, como por exemplo, pouco mais de 1.600 reais para obras com esgoto. Para a construção de banheiros privativos o valor sobe para cerca de 5 mil reais, já para a construção de mais cômodos o recurso pode chegar a 8 mil reais, quando a família possui a partir de três pessoas por dormitório.

Para o caso de reformar o teto da residência o valor é cerca de 4.500 reais. E se o projeto é para terminar a casa que está inacabada, o beneficiário pode receber até 7 mil reais para a finalização da obra. O recurso pode ser aplicado de várias formas, tanto para a compra de materiais para estrutura quanto para o acabamento, para as instalações hidráulicas e elétricas, tanto no exterior - área de serviço - quanto na parte interna do imóvel como a instalação de pisos e esquadrias, pintura, forros e teto.

De acordo com o Ministério das Cidades que é o responsável pelo programa, ainda falta a finalização dos regulamentos e o desenvolver das normas técnicas, porém não foi revelada a data de quando estrará em vigor, pois esta é apenas a primeira etapa do projeto. O governo pretende alcançar mais de 150 mil famílias com o programa até o final do ano que vem. As lojas credenciadas que aceitarão o cartão ainda não foram divulgadas, e somente nas lojas de materiais de construção conveniadas é que o valor poderá ser gasto.

A PisoAqui é uma empresa especializada em porcelanatos, pisos laminados e vinílicos de última geração. Além da realização da venda destes produtos, a PisoAqui tem como prioridade em seu trabalho o acompanhamento técnico de cada projeto, até o término das instalações e adequações, porque entende que os produtos que oferece necessitam do pré e pós-venda.

Acesse o site da loja online ou se preferir pode encontrar todos os tipos de pisos em Londrina na loja física, produtos da mais excelente qualidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade