Publicidade

Estado de Minas

Marcelo Coelho realiza tributo a Wayne Shorter

O repertório do show apresenta sucessos como ?Footprints?, ?Speak no evil?, ?Yes and no? e ?Night Dreamer?


postado em 22/08/2017 13:45

(foto: Dino)
(foto: Dino)
O saxofonista brasileiro, Marcelo Coelho, se apresenta no JazzB na próxima sexta-feira (25) homenageando Wayne Shorter, um dos maiores nomes do Jazz. A presença de Shorter na trajetória musical ecoa na vida dos artistas mundiais, e por isso, o tributo em homenagem aos seus 84 anos.

O evento também conta com o lançamento do circuito Acelerarte, um empreendimento sustentável realizado por um grupo de profissionais que desejam melhorar o cenário dos artistas independentes a partir de ferramentas digitais que facilitam a administração artística e potencializa as atividades comerciais.

Com Marcelo Coelho (saxofone), Sidmar Vieira (trompete), Leandro Cabral (piano), Carlos Ribeiro (contrabaixo) e Vitor Cabral (bateria), o repertório do show apresenta sucessos como "Footprints", "Speak no evil", "Yes and no" e "Night Dreamer"

Coelho é saxofonista, compositor, educador e pesquisador da área de música e líder do grupo MC & McLAV.In. Em 2007, gravou o disco, "Colagens", resultado de um dos seus trabalhos acadêmicos, reconhecido por figuras importantes do Jazz, como Steve Coleman e David Liebman, parceiro de Miles Davis. Além disso, Coelho já dividiu o palco com grandes artistas como, Guinga, David Liebman, Didier Lockwood, Hermeto Pascoal, Caetano Veloso, entre outros.

Ícone do Jazz e da música contemporânea, Wayne Shorter é uma das maiores influências na vida de Coelho. Nascido em New Jersey, em 1933, Shorter entrou em contato com o saxofone através de seu pai. Em 1959, trabalhou com o grupo Jazz Messengers, do baterista Art Blakey. E em 1964, com duração de seis anos, substituiu John Coltrane ao formar um dos quintetos mais famosos da carreira de Miles Davis ao lado dos músicos, Herbie Hancock (piano), Tony Williams (bateria) e Ron Carter (contrabaixo). Neste mesmo período, com diversas formações de grupos, Shorter continuou gravando pela Blue Note Records.

Em 1970, ao lado de Joe Zawinul (teclado), Miroslav Vitous (baixo), Airto Moreira (percussão) e Alphonse Mouzon (bateria), Shorter formou o grupo, Weather Zawinul, que durou 15 anos e teve como resultado a produção de alguns álbuns importantes, dentre eles, 8:30, vencedor do Grammy de melhor performance de jazz fusion.

Em 1974, ao lado do músico brasileiro, Milton Nascimento, Shorter gravou Native Dancer. O disco que conta com músicas como Ponta de Areia e Milagre dos Peixes é marcado pela globalização musical pela tentativa da confluência de ritmos e regionalismos.

Em 1995, estreou sua carreira solo com o álbum High Life e em 1997, retomou a parceria com Herbie Hancock, na gravação do disco, 1+1. Em 2001, Shorter se juntou aos jovens, Danilo Perez (piano), Brian Blade (bateria) e John Patitucci (baixo) formando o Footprints Quartet, com quem lançou o Beyond the Sound Barrier, em 2005, e que recebeu o Grammy de melhor álbum de jazz instrumental.

TRIBUTO A WAYNE SHORTER POR MARCELO COELHO
Data: Sexta-Feira, 25 de agosto
Endereço: JazzB, Rua General Jardim, 43 - Vila Buarque, São Paulo - SP
Primeiro SET: 22h
Segundo SET: 23h45
Ingresso: Antecipado ou Na Porta: R$ 35
É possível fazer a reserva pelo site do JazzB no link: http://jazzb.net/home.php ou realizar a comprar do ingresso antecipado no site: ingresse.com


Website: http://jazzb.net/post.php?post=tributo_a_wayne_shorter_por_marcelo_coelho_quinteto_25082017_22h00

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade