Publicidade

Estado de Minas

Empresas já podem testar ambiente do e-Social

Com mais de 50 anos no mercado, a Donin Contabilidade é referência nas áreas de contabilidade, assessoria empresarial, fiscal, RH, legalização de empresas, etc.


postado em 10/08/2017 11:00

(foto: Dino)
(foto: Dino)
A partir desse mês todas as empresas brasileiras terão acesso ao ambiente de produção restrita (testes) do e-Social. As empresas de TI já vêm utilizando o sistema desde o final de junho. A plataforma online permitirá que as organizações façam armazenamento da escrituração digital social colocando-as à disposição dos órgãos competentes como a Receita Federal, INSS, Ministério da Previdência Social, do Trabalho e Caixa Econômica Federal. De acordo com Helio Donin Júnior, diretor da Donin Contabilidade e da Fenacon (Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis), esta é uma oportunidade de as companhias validarem a adequação de seus sistemas ao e-Social, cuja obrigatoriedade se iniciará em janeiro de 2018.

"É um momento único para as empresas testarem as suas estruturas internas de TI (Tecnologia da Informação), verificarem se a parte de softwares está funcionando adequadamente, examinarem suas bases de dados e reportarem possíveis erros", reforça.
No entanto, é importante ressaltar que os dados informados nesse período de testes não terão validade legal, isso significa que eles não serão objeto de questionamento dos órgãos competentes. Além disso, tais conteúdos serão apagados periodicamente.

Com base em números da Receita Federal, aproximadamente 14 mil companhias estarão sujeitas ao e-Social a partir de janeiro de 2018. Isso valerá para os empregadores e contribuintes com faturamento no ano de 2016 acima de R$ 78 milhões, as demais passarão a utilizar a plataforma em julho.

Quanto as mudanças na rotina das empresas, Donin Jr. informa que será imprescindível que elas estejam em dia com seus programas de saúde e segurança no trabalho, além de registar com prontidão faltas e licenças médicas. Porém, ele adverte que apesar da dificuldade inicial, o sistema deverá diminuir a burocracia, pois levará à eliminação gradual de outras declarações trabalhistas, como a RAIS e o CAGED. Mais informações sobre o assunto, acessar http://donin-rnc.com.br.

Website: http://donin-rnc.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade