Publicidade

Estado de Minas

Aumenta número de jovens investindo no Tesouro Direto

Os investidores brasileiros estão mais exigentes e mais interessados em ver seu capital rendendo de verdade.


postado em 09/08/2017 14:15

(foto: Dino)
(foto: Dino)
Com o avanço da tecnologia, maior acesso à informação qualificada e desempenho da poupança deixando a desejar, a busca por novos investimentos tem ganhado força no Brasil. E engana-se que esse movimento tem sido encabeçado exclusividade por pessoas mais velhas.

Uma das modalidades que tem conquistado adeptos no Brasil inteiro, o Tesouro Direto também tem presenciado um aumento de participantes mais jovens. Para se ter uma ideia, já são mais de 160 mil investidores inscritos no programa com idade entre 16 e 25 anos, de acordo com os dados do mês de junho.

De 2016 para cá, houve crescimento de 142% na participação de pessoas dessa faixa etária no programa. Os jovens hoje correspondem a 10,9% dos mais de 1,4 milhão de inscritos para adquirir títulos públicos do governo federal.

Parte do crescimento neste segmento financeiro se deve ao fato de investir no Tesouro Direto ser prático e seguro. A possibilidade de aplicar dinheiro através da internet com segurança tem ajudado a popularizar o investimento.

Outros fatores a serem considerados são a boa rentabilidade que os títulos públicos oferecem em comparação à caderneta de poupança e o baixo valor mínimo exigido. O rendimento poupança não trouxe bons retornos nos últimos anos e isso ajudou a impulsionar a vontade de buscar novas possibilidades.

Assim como a caderneta, o aporte mínimo é bastante acessível. Isso porque é possível começar a investir no Tesouro Direto com apenas R$30. Dessa forma, os jovens, que muitas vezes ainda estão na faculdade ou no início da carreira profissional e, portanto, não possuem grande capital para investir, podem começar a aplicar pensando no futuro.

Além disso, o investimento em títulos públicos é simples e conta com site oficial descomplicado. Assim sendo, pode ser adquirido mesmo por pessoas que estão começando a investir e não possuem forte experiência no assunto.

Crescimento constante

A partir de uma parceria entre o Tesouro Nacional e a BM&F; Bovespa, o Tesouro Direto surgiu para possibilitar a compra de títulos públicos pela internet de forma simples e segura. O baixo risco, a praticidade e a possibilidade de liquidez diária são apenas algumas das diversas vantagens que fizeram o Tesouro Direto ganhar a preferência de milhares de brasileiros.

Por isso, a evolução de pessoas investindo no Tesouro Direto tem sido gradativa e expressiva. Para se ter ideia, o total aplicado em títulos públicos era de aproximadamente R$4 bilhões em 2010. Agora em 2017, a soma já ultrapassa a casa dos R$46 bilhões.

Apenas no último mês de junho foram mais de 53 mil pessoas se cadastrando para comprar títulos públicos no país. Com um total de 1.485.238, a quantidade de participantes inscritos chega a quase 78% de crescimento nos últimos 12 meses.

O aumento de investidores ativos no mês de junho, isto é, que possuem investimentos em andamento foi de 14.655. Esse valor equivale a um crescimento de 65,5% no último ano.

Além de oferecer títulos com prazos diversos e que combinam com diferentes objetivos, o programa permite começar a investir a partir de R$30. Por causa dessa vantagem, as aplicações com pouco capital já são maioria: os investimentos de até R$5 mil correspondem atualmente a mais de 70% das vendas ocorridas mensalmente.

Outra evidência de que o aporte inicial baixo tem sido um dos principais atrativos da modalidade é que o percentual de aplicações de até R$1 mil bateu recorde no mês de junho, chegando à marca histórica de 52,3% do total.

Segundo Márcio Placedino, consultor de Valores Mobiliários registrado na CVM e planejador financeiro com certificado CFP, a crescente popularidade do Tesouro Direto indica que, mesmo incidindo Imposto de Renda, o investimento ainda pode ser uma boa opção de aplicação em renda fixa.

"Os investidores brasileiros estão mais exigentes e mais interessados em ver seu capital rendendo de verdade. Mesmo entre os investidores iniciantes, como os mais jovens, ou os mais conservadores, a procura por alternativas que sejam mais rentáveis e, ao mesmo tempo, seguras, se tornaram uma premissa", explica.


Website: https://www.tororadar.com.br/blog/poupanca-juros-rendimento-mensal

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade