Publicidade

Estado de Minas

R. G. Werther lança obra de ficção sobre Brasil distópico após invasão


postado em 09/08/2017 14:00

(foto: Dino)
(foto: Dino)
Em 2070, Brasília era o último lugar seguro em um Brasil acabado e distópico. Foi o que ouviu Tony Farkas numa estranha mensagem transmitida pelo rádio de seu falecido pai, após o país ter sofrido uma terrível invasão. Assim começa A Jornada de Tony Farkas, repleta de ficção e suspense, contando como Tony reuniu coragem para seguir até o Aeroporto de Guarulhos tentando sobreviver ao Brasil sitiado.

Durante a viagem, em meio a perigos e precariedades, o rapaz descobre que outras pessoas também estão vivas no Rio de Janeiro, e os convence a se juntarem a ele em sua jornada. Tony não contava que, ao longo do caminho, grandes descobertas sobre a invasão seriam, mudando completamente o rumo da missão.

A Jornada de Tony Farkas é cheia de aventuras, intrigas, romances e mistérios. Misturando a ficção com questões da realidade, promovendo reflexões sobre os problemas do mundo atual, como política, tecnologia e comportamento, a obra proporciona uma surpresa a cada página virada. Através de narrativa em prosa, fluida e que faz o leitor mergulhar na atmosfera de destruição do país, R. G. Werther criou uma história envolvente e eletrizante.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade