Publicidade

Estado de Minas

Aprenda a harmonizar vinhos com refeições

Saber harmonizar corretamente vinhos e refeições pode mudar completamente a percepção que você tem de um determinado rótulo - Rodrigo Silva


postado em 04/08/2017 11:30

(foto: Dino)
(foto: Dino)
Apreciar bons vinhos é uma arte. Quando chega o inverno, o gosto pela bebida se torna ainda maior. Afinal, a combinação da bebida com alimentos quentes, como sopas e pães, é uma excelente pedida para os dias mais frios, deixando qualquer situação mais aconchegante e agradável.

Embora qualquer tipo de combinação seja válida, é sempre interessante saber qual o tipo de vinho que vai ser mais adequado para cada alimento ou refeição, já que as variações da bebida produzem resultados melhores quando harmonizadas corretamente. "Saber harmonizar corretamente vinhos e refeições pode mudar completamente a percepção que você tem de um determinado rótulo", afirma Rodrigo Silva, sócio-fundador do CaveOn , aplicativo de vendas de vinhos com entrega nacional.

O grande desafio da harmonização é encontrar o equilíbrio entre a bebida e o prato de tal forma que as melhores qualidades de cada um sejam ressaltadas. Esse processo, no entanto, deve levar em consideração o contexto em que essa refeição será feita ? tomar um vinho com queijos na praia durante o verão, por exemplo, provavelmente não será da mesma forma que fazer a mesma combinação durante o inverno. Tanto o alimento quanto a bebida devem variar, já que o clima quente favorece uma opção mais leve e o frio permite combinações mais intensas.

Para entender melhor a harmonização de vinhos, o CaveOn separou as principais dicas para quem quer conhecer melhor essa arte e gerar novos sabores e experiências durante suas refeições. Confira:

Saladas

Como as saladas são a entrada da refeição, tudo o que as envolve deve ser sempre leve e refrescante. Não se pode servir um vinho forte nesse momento, porque ele deve abrir o apetite para a refeição principal. Vinhos brancos, de corpo leve, e com sabor levemente adocicado, porém refrescante, são boas opções.

Carnes

Para harmonizar carnes com vinhos é preciso considerar sempre o tipo da carne. As carnes vermelhas, em geral, harmonizam melhor com os vinhos tintos ? churrascos e grelhados ficam ótimos com vinhos mais fortes e encorpados, como o Cabernet Sauvignon ou o Malbec.

Já os pratos com carnes vermelhas preparadas como carpaccio ou outras versões mais leves harmonizam bem com vinhos de corpo mais leve, de baixa acidez, ou mesmo com vinhos brancos ? o Chardonnay é uma ótima pedida ? ou até mesmo o Rosé.

Em relação aos peixes, a dica é evitar os vinhos tintos, já que os taninos não combinam bem com os frutos do mar. Na dúvida, é melhor optar por vinhos brancos leves e, no caso de peixes salgados como o bacalhau, opções com notas amadeiradas podem ser boas pedidas.

As aves harmonizam bem com vinhos tintos de corpo médio a encorpado, como o Chardonnay e o Pinot Noir. Já os pratos cozidos e com molho vão bem também com opções mais fortes.

Massas

Harmonizar massas e vinhos abre um leque enorme de opções. Como são muitas as possibilidades de combinação, é preciso saber o básico para não correr o risco de errar. Com o tempo, você pode ir aprofundando seus conhecimentos em cada variedade.

Em geral, massas com molhos de tomate combinam bem com vinhos tintos leves e de acidez controlada, como Merlot ou Rosés. Já as massas com carnes podem harmonizar com tintos mais encorpados, como o Cabernet Sauvignon, enquanto queijos pedem brancos mais encorpados (o Chardonnay é uma boa pedida) ou tintos suaves (como o Pinot Noir).

Sobremesas

Comer sobremesas com vinhos ainda não é um hábito muito conhecido no Brasil, mas tem conquistado cada vez mais adeptos. Normalmente, quando se trata de sobremesas com frutas, a regra é o que vinho tenha, mais ou menos, a mesma quantidade de açúcar que a fruta e que tenha boas notas frutadas ? desde que elas não se sobreponham.

Já as sobremesas com chocolates e sabores mais intensos podem ser consumidas com vinhos mais tânicos e fortes. A grande pedida para sobremesas à base de café, como o tiramissu, é o vinho Marsala.

Saiba mais

O CaveOn é um aplicativo de vendas de vinhos que conta com mais de 600 rótulos nacionais e importados. As opções vão de R$ 30 a R$ 500. Há boas opções para todos os gostos. Para baixar o app, visite o site: www.caveon.com.br.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade