Publicidade

Estado de Minas AGRICULTURA REGENERATIVA

Alimentação sustentável

Maior supermercado de alimentos saudáveis do mundo está preocupado com a preservação do solo de dos animais


postado em 05/01/2020 04:00 / atualizado em 09/01/2020 12:27

Torta de chocolate com morango(foto: divulgação)
Torta de chocolate com morango (foto: divulgação)


Existe nos Estados Unidos uma rede de supermercados que comercializa apenas produtos naturais, orgânicos ou sem preservantes, sabores, cores e gorduras artificias. Trata-se da Whole Foods Market Inc. com lojas gigantescas, um verdadeiro paraíso para quem gosta da alimentação saudável. As frutas são belíssimas, tudo com alta qualidade. É a maior rede do gênero e inspirou o surgimento de outras empresas do segmento, no mundo.
 
Para eles não basta oferecer o natural e saudável, é preciso se preocupar com a sustentabilidade e a origem dos produtos, mesmo sabendo que tudo é organizado e o mais natural possível. Exatamente por isso, a equipe gestora da empresa se uniu a agricultores, produtores, acadêmicos, agências governamentais, varejistas e demais profissionais para analisar e descobrir como usar as práticas de manejo da terra e dos animais para melhorar a saúde do solo e sequestrar o carbono.
 
O foco é a “agricultura regenerativa”, ou seja, consumir alimentos produzidos a partir de práticas agrícolas e de pastoreio que restauram o solo degradado, melhoram a biodiversidade e aumentam a captura de carbono para criar benefícios ambientais duradouros, como impactar positivamente as mudanças climáticas.
 
Couve-flor vai se transformar em farinha saudável(foto: Divulgação)
Couve-flor vai se transformar em farinha saudável (foto: Divulgação)
 
O Whole Foods também fez uma grande pesquisa para saber quais as principais tendências alimentares para 2020 e o resultado foi o uso de farinhas de frutas e vegetais mais interessantes como farinha de banana e de couve-flor a granel.
 
Muitos dos petiscos embalados estão substituindo as farinhas comuns – mesmo já sendo as alternativas – pela farinha de tigernut em batatas fritas e salgadinhos e doces, feitos com misturas de farinha de sementes. O trio de tomates, cebolas e malaguetas e amendoim, gengibre e erva-cidreira também estarão em alta.
 
Os superalimentos de origem africana como moringa e tamarindo, mais conhecidos e os “anonimos” sorgo, fonio, teff e milheto de cereais já estão entrando na pauta dos chefs.  E por incrível que pareça nosso país nada contra a correnteza e proibiu o uso da moringa que é quase milagroso para muita coisa, principalmente subnutrição.
 
As barrinhas de cereais serão substituídas por lanches mais saudáveis ainda, e frescos, feitos em casa como ovos cozidos com coberturas salgadas, legumes em conserva, etc. A soja será substituída por misturas de grãos e feijão-mungo, cânhamo, abóbora, abacate, semente de melancia e clorela dourada. Para trazer óleos mais saudáveis tudo indica que será criada uma manteiga de nozes, outra de semente de melancia e até de abóbora.
 
Enquanto essas novidades não se tornam realidade por aqui, trazemos uma receita de uma sobremesa vegana, que pode ser consumida tranquilamente por quem não pode com nenhum tipo de açúcar, nem gluten, porque ela não é adoçada. O único impedimento é para quem tem alergia a amendoim. E para facilitar mais ainda, é crua, ou seja, não precisa ir ao forno ou fogo, mantendo assim todos os nutrientes de cada ingrediente utilizado.
 
 
Torta de chocolate 
com morango

Ingredientes
(rende duas tortinhas)

Massa: 1/2 xícara de chá de castanha de caju (crua e sem sal), 1/2 xícara de chá de amendoim cru e sem sal, 1 xícara de chá de ameixas secas sem caroço

l Recheio: 1 xícara de chá de "leite" de amendoas, 1 xícara de chá de tâmaras sem caroço, 1/2 xícara de chá de cacau em pó, 1 colher de café de extrato de baunilha (opcional), morangos (ou outra fruta da estação).

Modo de fazer

l Massa: Processe as castanhas de caju e os amendoins até formarem uma farinha. Acrescente as ameixas e processe novamente. Transfira o conteúdo do processador para outro recipiente e amasse manualmente. Com a ajuda de um molde, modele a massa pressionando levemente os dedos, fazendo com que ela cubra todo o fundo e as laterais. Desenforme com auxílio de uma faca, reserve e passe a fazer o recheio.

Recheio: Processe o "leite" de amêndoas e as tâmaras. Em seguida, acrescente o cacau em pó e processe novamente. Adicione o extrato de baunilha e processe mais uma vez.
Montagem: Para rechear a torta, intercale camadas de frutas e mousse de chocolate, começando pela fruta. Deixe na geladeira por 1 hora. Decore com frutas.

Dica: A massa pode ser usada para fazer trufas veganas, que podem ser recheadas com frutas da estação. 


Publicidade