Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Segue aqui uma série de quatro perguntas que os clientes me fazem no dia a dia como sommelier.


postado em 17/02/2019 05:09

1. De onde vêm os melhores vinhos? A resposta depende do conhecimento, vivência e tempo de taça de quem foi questionado. Se for para um profissional do vinho a resposta pode variar de acordo com preferência pessoal. E de onde vêm os melhores vinhos? Indiscutível que a França tem uma força internacional, com vinhos disputados a tapas mundo afora, como os Bordeuax, Champagnes e Bourgognes. A Itália tem joias como os Barolos, Amarones e Brunellos. A Alemanha, os vinhos à base de Rieslings; Portugal e o vinho Porto; a Espanha com seus tintos potentes e o fortificado Jerez...

2. É possível comprar bons vinhos a preços baixos? Sem dúvida! Hoje, é possível se aventurar na compra de vinhos das mais variadas formas e estilos, pois se ele não for de qualidade aceitável não compre nunca mais, escolha outro.

3. Não gostei do vinho que o sommelier indicou falando que era ótimo. Não entendo nada de vinho. O gosto de cada degustador é um e muito peculiar, e a maioria das pessoas tem vergonha ou não sabem se expressar, e pede de forma equivocada, não se fazendo entender, e com isso acaba por não gostar. Outra possibilidade é o despreparo do sommelier em não conhecer o vinho ou não ter sensibilidade para indicar o vinho correto. Mas, não fique triste, o vinho bom é o que a gente gosta, indiferente de preço. Tenha sua opinião, não gostou tente outra opção, a vida é cheia de erros e acertos, e no vinho também é assim.

4. Quero comer um peixe, mas quero acompanhar com um tinto. É um sacrilégio? Essa situação é muito delicada, aí tanto o sommelier quanto o cliente têm que ter jogo de cintura. É fato que o vinho tinto com um peixe briga na harmonização. Mas tem dias que queremos quebrar a regra. Pelo menos peça algo leve e ligeiramente resfriado. Insisto, terá mais prazer com um vinho branco bem geladinho.

Saúde!


Publicidade