UAI
Publicidade

Estado de Minas Luto

Morre o escritor, jornalista e cartunista Dirceu Alves Ferreira

Admirado por nomes como Millôr Fernandes, Jaguar e Henfil, ele trabalhou no "Pasquim", lançou livros e ganhou notoriedade como grande criador de frases


19/05/2022 13:54 - atualizado 19/05/2022 15:42

Dirceu Alves Ferreira, que morreu nesta quinta-feira (19/5), lançou livros que compilavam suas célebres frases
Dirceu Alves Ferreira foi lançado nacionalmente a partir de seu trabalho no jornal "Pasquim" (foto: Grupo Autêntica / Divulgação)

Morreu, nesta quinta-feira (19/5), o escritor, jornalista e cartunista Dirceu Alves Ferreira, que trabalhou no "Pasquim". Irmão da jornalista Leila Ferreira e do escritor Evandro Affonso Ferreira, Dirceu era admirado por Millôr, Jaguar e Henfil, que se inspirou nele para criar o personagem Ubaldo, o paranoico.

Dirceu Alves Ferreira, que morreu nesta quinta-feira (19/5), lançou livros que compilavam suas célebres frases
Dirceu Alves Ferreira foi lançado nacionalmente a partir de seu trabalho no jornal "Pasquim" (foto: Grupo Autêntica / Divulgação)
Colaborou no jornal "Estado de Minas" e na "Folha de S.Paulo". Publicou, entre outros livros, "Inconfidências mineiras de humor" e "Picadinho de humor à mineira", pela Editora Codecri, e pela Nova Fronteira, "Édipo é a mãe".

Sua obra mais recente, "Máximas de Dirceu", veio à luz em 2013, pela Editora Gutemberg. Natural de Araxá, ele participou da primeira edição da festa literária de sua cidade, a Fliaraxá, em 2011, e foi o homenageado na edição de 2013.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade