Publicidade

Estado de Minas AUDIOVISUAL

Mostra on-line exibe curtas feitos durante a quarentena

Os 20 títulos são resultado de um prêmio para produção de obras de baixo orçamento durante o período de isolamento social


25/02/2021 22:25

Frederico Gandra*
Cena de
Cena de "O elixir", de Marina Sandim e Lucas Campolina, que aborda a gestação de um bebê  (foto: fcs/divulgação)

A mostra on-line “Instante suspenso” exibe, entre esta sexta-feira (26/2) e  14 de março próximo, os 20 filmes mineiros vencedores do 6º Prêmio BDMG Cultural/Fundação Clóvis Salgado de curta-metragem de baixo orçamento. As obras trazem narrativas e retratos históricos do período de isolamento social durante a pandemia da COVID-19.

“Lançamos um olhar sobre esse tempo. São 20 obras com temas e situações muito diversos, que nos levam a entender algumas situações com as quais a gente lida e que estamos atravessando neste momento”, afirma Bruno Hilário, gerente e curador do Cine Humberto Mauro, que atuou como um dos coordenadores do edital do prêmio.

Segundo ele, o método de produção simplificado dos curtas-metragens permite discutir o presente momento durante a paralisação do setor audiovisual, estimulando novos modos de realização e linguagens. “A gente tem filmes aqui (na mostra) feitos por celular e montados em estruturas muito simples. Então, essa resposta é quase imediata do curta-metragem. Um longa-metragem sobre a pandemia, até fazer o roteiro e a gravação diante dessa circunstância, só vai começar a aparecer daqui a uns cinco anos”, afirma.

Contemplando diferentes regiões de Minas Gerais, as obras presentes no festival trazem abordagens diversas sobre a pandemia, nem sempre em tom melan- cólico. “Silêncio”, de Maria Leite, recorre ao humor para abordar circunstâncias que se tornaram comuns para muitas pessoas durante o isolamento social, utilizando elementos de animação. “O elixir”, de Marina Sandim e Lucas Campolina, trata da gestação de um bebê neste período de tamanha desesperança.

“Eu acho que eu não quero voltar pra casa”, de Marcela Silvia dos Santos, traz a subjetividade LGBT diante do isolamento, resgatando memórias da infância da cineasta em São João del-Rei. “É isso!”, de Rúbia Bernardes Nascimento, convoca a ancestralidade negra e reflete a situação de vulnerabilidade dessa população diante da pandemia da COVID-19. “Método”, de Maria Inês Peixoto, mescla as linguagens teatral e cinematográfica para discutir a arte nesse cenário. 

Todos os cineastas contemplados pelo edital do BDMG Cultural/FCS foram remunerados a partir do projeto Arte Salva, do governo de Minas Gerais, com o objetivo de estimular a cadeia produtiva audiovisual. Outros quatro curtas-metragens que receberam menção honrosa no prêmio serão exibidos na mostra on-line. “A gente resolveu dar essa oportunidade de exibição para que esses filmes também aconteçam. Sabemos que o cinema só acontece quando o filme é visto”, afirma Bruno Hilário. 

Além de exibir os filmes, o evento oferece atividades formativas, com a intenção de estimular a produção audiovisual e o acesso de novos artistas ao fomento público. Haverá ainda debates com os diretores sobre as estratégias de produção nesse cenário atípico e o curso on-line Elaboração e formatação de projetos para realização audiovisual, ministrado por Bruno Hilário e Marco Antônio Pereira. As atividades são gratuitas. 

A partir da experiência da realização em formato virtual do FestCurtas BH 2020, em novembro passado, que atraiu mais de 30 mil espectadores, Bruno Hilário espera aumentar o alcance da mostra “Instante suspenso”, atraindo espectadores de fora do estado à plataforma cinehumbertomauromais.com. “É um formato que veio para ficar”, avalia o curador.  
 
*Estagiário sob supervisão da editora Silvana Arantes


Brasil tenta vaga no Oscar

“Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, foi confirmado ontem pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood entre os títulos aptos a disputar o Oscar de melhor filme. Ao todo, 366 títulos se qualificaram para a disputa pela estatueta deste ano.  Sônia Braga e Udo Kier também foram confirmados como elegíveis para a competição de melhor atriz e melhor ator, respectivamente.A votação das nomeações começa na próxima sexta (5/3) e segue até 10 de março. As indicações definitivas para a 93ª edição do Oscar serão anunciadas em 15 de março. A premiação está prevista para o domingo 25 de abril.

“INSTANTE SUSPENSO”
Mostra on-line de 20 curtas do 6º Prêmio BDMG Cultural/Fundação Clóvis Salgado. Desta sexta (26/2) a 14/3, no canal da FCS no YouTube e pela plataforma cinehumbertomauromais.com. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade