Publicidade

Estado de Minas

Em ato anticovid, Bansky leva ratos ao metrô londrino

Artista grafitou os animais anonimamente nos vagões. Imagens foram apagadas, mas concessionária o convidou para repintar


postado em 16/07/2020 04:00 / atualizado em 15/07/2020 20:41

Bansky grafitou ratos em metrô de Londres: desenhos foram apagados, mas concessionária pediu ao artista para recriá-los (foto: BANSKY/INSTAGRAM)
Bansky grafitou ratos em metrô de Londres: desenhos foram apagados, mas concessionária pediu ao artista para recriá-los (foto: BANSKY/INSTAGRAM)

O artista urbano Banksy fez uma intervenção com o tema da COVID-19 em um vagão do metrô de Londres, mas a obra foi apagada horas depois por funcionários da empresa de limpeza.

Em um vídeo postado em seu perfil no Instagram, o artista está vestido como se fosse parte da equipe de manutenção e desenha vários ratos – com e sem máscaras – e mostra os camundongos espirrando.

Segundo a emissora britânica BBC, as pinturas foram apagadas "de maneira inconsciente" e ocorreram antes de o artista publicar o vídeo assumindo a autoria da obra. No entanto, a administração do metrô fez um convite para que ele recrie a intervenção em outro espaço para que ela se torne permanente.

A utilização das imagens de ratinhos é bastante recorrente na arte de Banksy. Elas foram usadas em outros momentos para retratar a pandemia. Dessa vez, a obra foi batizada If you don't mask – you don't get (Se você não se mascarar, você não entende, em tradução livre).

Ao fim da gravação, ele ainda mostra a frase “I get lockdown, but I got up again” ("Eu fiz lockdown, mas levantei novamente").

A intervenção ocorre poucos dias após o governo britânico fazer o anúncio de que, a partir de 24 de julho, passa a ser obrigatório o uso de máscara dentro do transporte público – com o risco de aplicação de multa para quem não cumprir.

Uma das curiosidades dessa intervenção, no entanto, foi o fato de Banksy mostrar um pouco o rosto enquanto se arruma para fazer a obra. Conhecido por ser extremamente discreto, a identidade do artista nunca foi revelada ao público. (ANSA)



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade